Ueba^^

Uêba - Os Melhores LinksUm mundo de conteúdoEstá no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!Tedioso: Os melhores links

segunda-feira, maio 5

Sakiko Satou - ruínas do hospital de Miyagi

Fonte


Cupinchas! Riso For
Existe muito material mal indexado ou até mesmo não encontrável pelos buscadores como o Google, de sites 1.0 da web Japan.
Me refiro a sites particulares antigos e ao Geocities do Yahoo que foi desativado na web Brasil, mas que continua ativo hospedando sites na internet japonesa, contendo um vasto material praticamente perdido como o desta exploração, realizada por volta de 2002 Riso For  

Segue adaptação:

"Hospital abandonado localizado na província de Miyagi, Japão.

Segundo rumores, há papéis colados nas paredes com o nome de 'Sakiko Satou' (Nome feminino e por isso o título manja?  Riso For rusmea.com) escrito e também que existem vidros com órgãos conservados em formol no interior do hospital...
Chegando na frente do prédio, encontro a porta principal lacrada com grades de metal.
Procurando pela lateral da construção, encontro uma janela quebrada.
Entrei por ali e este é o corredor do andar térreo.
Um livro caído com desenhos de órgãos internos.
Uma sala de tratamentos.
As paredes, o piso e a cama estão bastante sujos.
A sala ao lado parece ser um depósito. 
Há uma prateleira com vários vidros vazios.
Já de imediato, encontrei o papel com as inscrições de 'Sakiko Satou'. 
De quem será esse nome de mulher? 
Qual a finalidade de deixarem isso?
A sala de cirurgias. 
De uma ponta a outra da sala, há um barbante esticado com um prendedor de roupa pendurado no meio. 
O local está cheio de rastros humanos recentes.
Mas isso é meio que óbvio...
A propriedade não possui uma cerca e o prédio pode ser acessado à vontade. 
Ruínas interessantes como esta, não passariam despercebidas pela molecada da região.
Um aparelho de injeção cravado no encosto da cadeira. 
Isto também deve ser obra da molecada.
Na última sala ao fundo, há uma máquina com um formato formidável.

Este é um quartinho que está localizado logo ao lado da entrada do hospital. 
Está cheio de objetos utilizados em escritório e papéis.
Ao sair do quartinho, me virei e novamente encontrei um papel colado na parede com as inscrições de 'Sakiko Satou'. 
Se for alguma brincadeira de mau-gosto, eu sinto pena de quem teve o seu nome escrito assim. 
Eu me sentiria muito mal em saber que meu nome estaria escrito em ruínas sinistras como esta...
Mais uma cópia colada na parede do banheiro.
Dizem que no passado, esses papéis estavam espalhados por todo o interior do hospital. 
Mas quando visitei, eu só encontrei 4 cópias.
O arquivo do hospital. 
Para chegar até este local, é preciso passar por um longo e estreito corredor.
Há muitos livros de medicina. (Em letras grandes: lesões na cabeça. NDT. rusmea.com)
A sala onde está o escritório. 
Há uma montanha de registros médicos. 
Coloquei contra à luz, uma chapa de radiografia que encontrei no chão.
A pequena sala do diretor do hospital. 
Encontrei uma agenda com registros do ano de 1995.
Voltei à parte central do prédio. 
Sob a escada há um quartinho com uma plaqueta que deveria dizer 'Sala funerária', mas que na verdade está escrito 'Sala fria e escura'.*
No começo pensei que fosse algum tipo de gíria ou palavra local para 'Sala funerária', mas ao conferir o interior, vi que se trata de um pequeno depósito.
*(Deveria estar escrito: 霊安室 Reian-shitsu, 'sala funerária' mas está escrito 冷暗室 Reian-shitsu, 'sala fria e escura', ou como ele disse, um depósito...
Apesar das pronúncias idênticas, as letras possuem significados diferentes, gerando este peculiar ínterim nas observações do explorador. NDT. rusmea.com)

Estas ruínas não são lá muito amplas. 
Esta é a única escada que leva ao segundo andar.
No segundo andar estão os quartos para internação.
Todas as camas foram removidas, deixando o lugar completamente deserto.
Estou ouvindo o som, como se fosse de um martelo batendo contra o metal, vindo de algum quarto.
A origem do som, era o vento batendo as venezianas de uma janela.
Um banheiro em condições bem contrárias às de higiene. 
O verde do mofo é muito lindo.
O vidro da janela está coberto de estalactites, criadas pelo efeito de eflorescência do cal ou do gesso das paredes.
Do lado de lá, avisto outras ruínas.
Depois eu vou ir lá conferir.
Voltei ao andar térreo. 
Esta é a cozinha, mas todos os utensílios foram removidos.
A sala atrás da cozinha. 
A condição da pintura descascando é muito linda.
A pintura descascando, a moldura da janela deriorando, os vidros embaçados, o verde do mofo...
Mal posso me conter de tanta satisfação. 
Sinto vontade de recortar tudo e levar embora para casa.
A parede cinza possui uma fina rachadura e por cima, cresce um mofo esverdeado. 
O espaço está com um aspecto turvo, iluminado pela luz pálida entrando pelo vidro fosco.
É um ambiente que eu poderia ficar admirando por horas, mas preciso ir para a próxima sala. 
Ainda não encontrei as amostras de órgãos.
Em diagonal com a cozinha, está a sala de amostras. 
É uma saleta bem pequena.
Há uma amostra colocada no piso.
É um modo muito grosseiro de tratarem órgãos humanos, deixando-os assim de qualquer jeito.
O órgão está dentro de um grande vidro cuja tampa está quebrada e parte do líquido evaporou. 
Talvez por isso o órgão esteja ressecado. 
Ao lado encontrei outro vidro de amostra quebrado, com um taco de golf transpassado.
Quem foi o imbecil que fez esta molecagem?


https://lh6.googleusercontent.com/-II4UA4F_ggY/U2QlIpJHtQI/AAAAAAABFLw/L3daOpLUD9k/w642-h429-no/RUSMEA.COM-HOSPITAL+EM+RU%25C3%258DNAS+%252832%2529.jpg

Dentro da prateleira, há pequenos recipientes de vidro com amostras. 
Quase todos estão com pouco líquido. 
Nas plaquetas de madeira, amarradas com barbante ao vidro, estão as informações como o nome do doador, idade, tipo de doença e a data em que o órgão foi removido.  
Pela data de remoção e idade do doador, posso presumir que todos estavam com a idade muito avançada.


https://lh5.googleusercontent.com/-c8SHMTF9a8E/U2QlJdtbRCI/AAAAAAABFL4/tcjWosDoG0o/w642-h429-no/RUSMEA.COM-HOSPITAL+EM+RU%25C3%258DNAS+%252833%2529.jpg

Um órgão não identificado, imerso em um líquido verde. 
Quase todos os recipientes estão secos, sem o líquido de preservação, diferente deste que continua cheio e a peça parece ainda fresca.


https://lh6.googleusercontent.com/-irw6eCMlNjQ/U2QlKIhzI6I/AAAAAAABFMA/JKTe1M41yWc/w642-h429/RUSMEA.COM-HOSPITAL+EM+RU%25C3%258DNAS+%252834%2529.jpg

As amostras aqui abandonadas, pertenciam a seres humanos, mas as suas formas não são associáveis com pessoas...
Somente as plaquetas de identificação, demonstram que um dia estiveram dentro de alguém...
Talvez por sentir muita pena ao ver órgãos humanos abandonados no hospital, acabei tomado por uma profunda tristeza. 
Eu gostaria muito que estas ruínas nunca mais fossem depredadas por vândalos. (Fim)"

Bônus:

"O alojamento abandonado.

Este é o prédio que está atrás do hospital abandonado. 
Parece um prédio de apartamentos. 
Como está dentro da mesma propriedade, eu presumo que era o alojamento dos funcionários do hospital.
No alto de um certo dormitório, há um poster antigo. 
Apesar de ter a impressão de ter visto tal cartaz, eu não faço a menor ideia de quem seja essa celebridade.
Este é um lugar que eu não moraria de jeito nenhum. 
O lugar é um alojamento para solteiros, bem ao estilo do interior.**
**(Este que vos escreve, rusmea.com, morou alguns anos em um alojamento parecido e extremamente apertado. O meu quarto como na imagem, possuía o espaço para uma cama, uma mesa e só...A cozinha, o banheiro e o quarto de banhos era comunitário. Ainda que eu tenha gostado muito de ter morado naquele pequeno espaço, pouco maior que um guarda-roupas, muitos japoneses não suportam a ideia de tanto aperto.)

Todos os outros locais do prédio estão mais ou menos secos, porém, apenas a área abaixo da escada está inundada. 
A água muito escura, dá a impressão do local ser bastante profundo...
Na passagem perto da escada há um aparelho de telefone. 
Muito gracioso...
Um quarto do segundo andar. 
Após ter sido abandonado, parece que alguém esteve usando o lugar como moradia, já que há muitos objetos espalhados dando essa impressão.
No canto do quarto há uma caixa de papelão.
Há folhas de jornal embolados, em que presumo que o habitante possuía algum animal de estimação. 
Dentro da caixa, há uma folha de papel, com as inscrições: 
'Hiroko Souma  associação japonesa do clã de motociclistas (Bousouzoku)**  Uma única vez nesta vida, mostrará o nascer de um homem'.
Na verdade, eu penso que se trata de um motoqueiro de bom coração que não podendo ter o seu bichinho de estimação em casa, tratava de cuidá-lo aqui. 
Ou então esta mensagem seria uma ameaça contra alguém que teria roubado a mascote...?
**("Bousouzoku" designa um clã de motociclistas e motoristas jovens que se envolvem em conduções perigosas fazendo o máximo de ruído. NDT. rusmea.com)

Um panfleto da polícia. 
Policiais rodoviários com suas motos flutuando no céu...O design é extraordinário.
Em um outro quarto, há uma pilha de cartas. 
Os remetentes são várias mulheres e o destinatário é um certo homem. 
Pelo endereço, se trata de um homem que morava aqui. 
A quantidade de cartas é impressionante.
Toda essa quantidade, provinham de amigas à distancia. 
O conteúdo das cartas tocam em assuntos de filmes preferidos, notícias recentes e assuntos pueris. 
Mas muito do conteúdo, refere sobre a imagem que elas tinham desse homem e o desejo que elas tinham de conhecê-lo pessoalmente. 
No entanto, pelas palavras utilizadas um pouco fora de moda, imagino que as remetentes sejam senhoras de meia idade hoje em dia...
Qual seria a razão para abandonar tal quantidade de cartas assim?
Foi muito divertido espiar a privacidade de alguém, porém, se fizessem comigo eu me sentiria envergonhado. 
Para que ninguém leia a meu respeito, vou tratar de queimar todas as minhas cartas quando chegar em casa...(Fim)"


Que lugares legais esses né cupinchas? Riso For
Pena que não sei já foram demolidos ou se seguem firmes à espera de uma nova exploração Riso For  

As 100 ruínas do rusmea.com^^

http://www.rusmea.com/2014/04/as-100-ruinas-do-rusmeacom.html
Abrax^^

Assinatura: Não vá embora ainda!Passe na página inicial AQUI e confira outros posts!
Os emoticons espalhados pelo blog são sonoros, clique neles mas cuidado com o volume!
Lista de todos os Smyles sonoros AQUI

Nenhum comentário: