Ueba^^

Uêba - Os Melhores LinksUm mundo de conteúdoEstá no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!Tedioso: Os melhores links

quinta-feira, maio 1

O avião que chocou contra o Empire State

Fonte Fonte
Cupinchas!
56 anos antes do ataque contra as Torres Gêmeas, Nova Iorque acordou com um susto parecido...

Segue adaptação:


"Quando se fala de aviões colididos contra arranha-céus conhecidos, todos nós temos em mente o trágico acontecimento das torres gêmeas.
Porém, há mais de 60 anos, em uma agradável manhã de 28 de julho de 1945, Nova Iorque despertou com um susto similar.

Durante a Segunda Guerra Mundial, o temor a que houvesse um ataque contra o edifício mais emblemático de Nova Iorque, o Empire State Building, era muito grande. Mas a guerra na Europa havia terminado e o Japão se renderia pouco depois.
Naquela manhã de sábado de 1945, quem colidiria o seu avião contra o edifício não era um inimigo, mas sim, um herói de guerra.


O condecorado tenente coronel Bill Smith, estava no comando de um bombardeiro B-25, um avião bimotor muito usado pelos aliados na Europa durante a 2 guerra mundial.
Sua missão era simples, levar o avião da base de Dakota do sul até Nova Jersey.

Smith, pilotando o avião, partiu antes das 9 a.m. e quando levava uma hora no ar, recebeu uma mensagem do aeroporto de Queens (atual aeroporto de Laguardia) que um denso nevoeiro havia se apoderado de Manhattan e lhe sugeriram que aterrissasse antes de atravessar a ilha.

Smith recebeu e respondeu a mensagem, mas ignorou o conselho e em vez de aterrissar antes de chegar a Nova Iorque, ele desceu dos 2000 metros regulamentares com a esperança de poder ver terra firme e aterrissar, mas em vez disso, quando o nevoeiro se desvaneceu, ele se encontrou de repente com os arranha-céus de Manhattan e próximo da quinta avenida com a rua 42, realizou um giro fatal tentando esquivar um imponente edifício que bloqueava a passagem.


Mas a escassa manobrabilidade do bombardeiro, o levou direto para o Empire State ante o assombro e os gritos dos pedestres alertados pelo rugido dos motores do avião.


O B-25 chocou a 320 km/h contra o Empire State, arrasando de imediato os andares 78 e 79, e o combustível derramado, converteu a fachada do edifício em uma tocha, inundando de fogo todos os corredores até o andar 75.
Um dos motores caiu no fosso do elevador incendiando o porão, o outro atravessou 7 paredes do edifício até cair na rua 33. O trem de aterrissagem e outras partes do avião causaram numerosos danos nos edifícios próximos.


As pessoas corriam despavoridas pensando que a cidade estava sendo atacada, pois depois de Pearl Harbor, os cidadãos de Nova Iorque tinham o medo presente de serem o alvo principal em caso de ataque.


Nesse dia, 14 pessoas morreram  (apesar de que na imagem do jornal 'New York Times' figuram 13), e 26 foram gravemente feridas.
Logo em seguida, a igreja qualificou o acidente como milagre, já que centenas de pessoas trabalhavam naquela manhã no edifício, mas curiosamente, o andar 79 era sede da conferência nacional católica de ajuda aos feridos de guerra, tendo 20 mulheres tramitando relatórios e só morreram 6, o resto delas foram arremessadas pelo impacto, caindo sobre o buraco de um elevador de cargas e salvando a vida.

Da planta 80 à 86 eram usadas como depósito e as pessoas dos andares superiores puderam comprovar, pela primeira vez em um arranha-céu, a eficácia das escadas de emergência colocadas estrategicamente, que permitiam rodear o edifício e escapar do fogo, além dos sistemas de tijolos e concreto de sua estrutura que serviram de muro de contenção (algo que por exemplo não aconteceu nas torres gêmeas nem em arranha-céus modernos, onde não utilizam esses materiais para baratear custos e por serem muito pesados).


A catástrofe poderia ter sido muitíssimo maior, já que em um dia normal 16.000 trabalhadores frequentavam o edifício, mas como era sábado, só haviam uns 1.500 e na rua, uma das mas movimentadas do mundo onde costumam transitar milhares de pedestres e veículos, mal houve alguns feridos leves apesar da chuva de fogo e destroços.


Neste caso também surgiram  heróis como Herbert Fabián, que conseguiu tirar do edifício, 20 pessoas desvanecidas entre os andares 30 e 40, ou Harold Smith, que subiu 3 vezes até o andar 62 para resgatar a outras tantas pessoas. Outra curiosidade é o caso de Betty Lou Oliver, que se recuperou de suas feridas após cair por um fosso de elevador de 330 metros, ostentando um record de sobrevivência de queda dessa altura.

Desde esse dia, o prefeito proibiu o exército de sobrevoar a cidade, e dois dias após sufocarem o incêndio, os bombeiros acharam outro corpo 'colado' no eixo inferior do elevador, assim que o número de vítimas subiu para 14 'oficialmente', já que duas trabalhadoras não foram encontradas e a única teoria é que o calor do impacto destruiu os seus restos.
Um milhão de dólares da época e 3 meses de trabalhos intensivos foi o resultado do acidente, já que tiveram que reforçar a estrutura de vários andares que resultaram danificados.

Vídeos com as notícias da época:
Vídeo reserva


Este fato e a fobia a que um incidente similar se repetisse, fez com que além dos materiais de construção, que por si só já isolam o edifício, fossem reforçados os sistemas de risco em caso de incêndio e reestruturassem ainda melhor os seus pontos de evacuação, convertendo o Empire State em um dos arranha-céus mas seguros do mundo."

Abrax

Assinatura: Não vá embora ainda!Passe na página inicial AQUI e confira outros posts!
Os emoticons espalhados pelo blog são sonoros, clique neles mas cuidado com o volume!
Lista de todos os Smyles sonoros AQUI

9 comentários:

Noite Sinistra disse...

Grande postagem...eu já havia lido a respeito, mas nenhum texto com tanta riqueza de detalhes...Excelente!!!!

Rus mea disse...


Arigatou^^

Mas grande postagem é esta tua aqui:

http://noitesinistra.blogspot.com.br/2014/05/o-incidente-de-coyame-o-roswell-mexicano.html

Não conhecia o caso!^^

Muito bom^^

Abrax^^

Anônimo disse...

As torres gemeas sucumbiram mesmo com toda a tecnologia, enquanto o 'coroa' Empire State sobrevivieu a uma colisão de avião !

Alpinismo Industrial DF disse...

Também não conhecia o caso. Incrível postagem com explicações detalhadas e fotos que comprovam o fato.
Parabéns! Esse assunto entrará na próxima conversa entre amigos.

Rus mea disse...


Deveras, o 'velhão' aguentou firme essa colisão.

Obrigado pelo comment^^

Abrax^^

Rus mea disse...


Obrigado^^

Mas os créditos são da fonte^^

Obrigado pelo comentário^^

Abrax^^

Anônimo disse...

Como deve ter sido a reconstrução dos andares destruídos estando a centenas de metros do chão !

Rus mea disse...


A reconstrução deve ter sido bastante complicada mesmo...

Obrigado pelo comment

Abrax

Insanidades Humanas disse...

Violento eim
Não conhecia a história... parabéns pelo post

http://www.insanidadeshumanas.com.br/