Ueba^^

Uêba - Os Melhores LinksUm mundo de conteúdoEstá no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!Tedioso: Os melhores links

quarta-feira, maio 28

Histórias incríveis de pessoas corajosas

Fonte Via


Cupinchas!
Hoje eu compartilho esta lista compilada pelo site Odee e Karapaia, com belos atos de coragem...

Segue adaptação:

"Muitas vezes, quando vemos uma notícia, tudo parece ser tão negativo. Mas existem algumas pessoas boas  por aí, que não ouvimos falar, incrivelmente corajosas que realizam atos porque parece ser a coisa certa a fazer. Pessoas nas forças armadas, na polícia e bombeiros - enquanto alguns ficam com um pouco de reconhecimento, existem muitos outros que não, e um verdadeiro herói nunca pede a glória.

Uma vez que este é um site que incide sobre o estranho, vamos dar um pouco de glória para algumas das pessoas mais naturalmente corajosas. Ligue a música de David Bowie 'Heroes' como trilha sonora e leia esta lista de algumas pessoas, verdadeiramente inspiradoras que fizeram coisas incrivelmente corajosas."

O polonês que se voluntariou para Auschwitz

"É inegável que a vida nos campos de concentração nazistas era o inferno. Localizado no sul da Polônia, o campo de extermínio de Auschwitz foi o maior dos campos de concentração e extermínio.

Durante a segunda guerra mundial, milhões de pessoas, judias e supostos inimigos dos nazistas, foram enviados para serem mortas nos campos de concentração. Ao ouvir sobre essas atrocidades, um veterano de 39 anos da Guerra Polaco-Soviética e membro da resistência, Witold Pilecki, se ofereceu para ser preso secretamente em Auschwitz, para coletar informações e depois fugir.


Enquanto estava no campo de concentração, Pilecki foi responsável por informar aos aliados, as atrocidades de Auschwitz e organizar um movimento de resistência.

Em 1943, depois de três anos no terrível campo de concentração, Pilecki escapou. Ele tomou parte na revolta de Varsóvia em agosto de 1944 e serviu ao governo polonês baseado em Londres, no exílio, mas foi executado em 1948 pela polícia de Stalin por 'imperialismo estrangeiro.'

As façanhas de Pilecki foram suprimidas pelos comunistas durante anos e não foram divulgadas até 1989, quando finalmente o mundo ouviu falar desse herói e sua bravura."


Os três homens que nadaram nas águas radioativas de Chernobil, para deter uma fusão nuclear

"Em 1986, um aumento súbito de energia durante um teste de sistemas do reator, destruiu a unidade 4 da central nuclear de Chernobil, expelindo enormes quantidades de material radioativo mortal no meio ambiente. O número de mortos era desconhecido e boatos espalhavam que poderiam ser de algumas centenas a alguns milhares.

Enquanto muitos pereceram, três voluntários - Alexi Ananenko, Valeri Bezpoalov e Boris Baronov - encontraram o seu destino.

Durante o desastre bem documentado, uma piscina de água usada para emergências no caso de uma ruptura em bombas de refrigeração ou tubos de vapor, ficou inundada com um líquido altamente radioativo que estava em perigo de explodir. Estes três homens com traje e equipamento de mergulho, nadaram nas águas radioativas da câmara inundada, sabendo muito bem que eles morreriam em consequência. Eles abriram uma válvula, que permitiu que a água contaminada fosse drenada para fora.

Dias depois de voltarem a superfície, todos os três homens sucumbiram ao envenenamento por radiação e foram enterrados em caixões de chumbo. Se não fosse a bravura do 'Esquadrão Suicida de Chernobil', a explosão térmica resultaria em desastres incalculáveis."


Os adolescentes que perseguiram um ladrão de carros para salvar duas crianças

"Quando dois adolescentes de Tucson, AZ-Roy Madril Jr. e Chris Martinez - pararam em um posto de gasolina local para abastecer, eles ouviram uma mulher nas proximidades gritando, 'Ele tem meus filhos! Ele está roubando meu carro!'

A mulher implorando por ajuda era 'Inna' de 27 anos e mãe de dois filhos, de dois e seis anos. Inna e sua mãe, estavam conversando fora do veículo enquanto as crianças permaneciam no carro. Aparentemente do nada, um homem empurrou as mulheres, entrou no carro e fugiu.

Madril e Martinez decidiram resolver o problema com as próprias mãos e eles mesmos perseguiram o assaltante. Como Martinez dirigia, Madril ligou para o 911 e relatou todos os detalhes à polícia.

Quando o carro parou brevemente, a criança de 6 anos de idade, caiu para fora. Depois de chegar na cena, a polícia disse aos rapazes para que ficassem para trás em caso de disparos e logo prenderam Tom Vallancourt de 34 anos. O assaltante acabou cumprindo uma sentença de 6 anos e meio por sequestro e roubo de carro.

O prefeito de Tucson e a Cruz Vermelha homenagearam Madril e Martinez, com o 'Real Hero Award' enquanto a mãe das crianças, deu aos rapazes a sua eterna gratidão."


O tetraplégico que fundou uma revista sem fins lucrativos para ajudar pessoas com deficiência

"Rajinder Johar era uma terapeuta ocupacional sênior na faculdade de medicina de King George em Lucknow, Uttar Pradesh, Índia. Um dia, depois de chegar em casa do trabalho, sua vida mudou para sempre.

Douglas foi baleada por três homens querendo dinheiro durante um assalto à sua casa. Ele foi levado às pressas para o hospital, onde ele e sua família ficaram devastados ao saberem que ele iria ficar paralisado para sempre. Uma das balas do ladrão, havia lesionado irremediavelmente a sua coluna.

'Nunca alguém deve sentir pena de si mesmo', Johar disse e aprendeu a digitar usando apenas dois dedos e um polegar... E fundou a The Voice, uma revista que ajuda a criar consciência para as pessoas com deficiência.

Johar então começou uma relação de confiança chamada de Family of Disabled (FOD) (Família de Deficientes). A FOD ajuda a deficientes físicos e os desfavorecidos financeiramente que procuram emprego. Ele ficou especialmente orgulhoso quando sua filha decidiu trabalhar para a FOD e ela está dando continuidade a esse belo trabalho."


O garoto que protegeu uma vítima de estupro, enquanto sua casa estava pegando fogo.

"Vamos honrar um outro jovem por sua bravura, um mais jovem que Madril e Martinez - residente de Michigan, James Persyn III de 14 anos.

Era uma noite fria de Janeiro em 2013 na cidade de Shepherd, Michigan. Persyn estava assistindo TV enquanto seus dois irmãos mais novos estavam brincando na sala de estar. Seu pai, Angus Persyn Jr, havia acabado de sair de casa para buscar sua noiva que trabalhava nas proximidades.

Que emocionante aqueles poucos momentos acabaram sendo! Logo depois que seu pai saiu, James ouviu um barulho alto na porta de uma mulher em pânico. O garoto descreveu mais tarde, que 'a voz dela estava, como se ela fosse morrer se eu não abrisse a porta.'


A mulher era uma estudante da Universidade Central de Michigan que havia sido estuprada por um ex-presidiário de 30 anos, Eric Ramsey. Ela tinha fita adesiva enrolada em seu corpo e estava coberta de hematomas. James a deixou entrar e depois que ela estava a salvo dentro de casa, ele trancou todas as portas, apagou as luzes, pegou uma faca e levou todos para se esconderem no banheiro.

O estuprador logo descobriu onde a vítima estava escondida. Ramsey se aproximou da casa e gritou, 'Me deixe entrar ou eu vou te matar'. James chamou seu pai, que por sua vez, ligou para o 911.

Incapaz de entrar, Ramsey encharcou a casa com gasolina, prendeu fogo e se foi. Angus chegou em casa na hora certa e impediu que o fogo se espalhasse ainda mais.

Os Persyns e a aluna da universidade acabaram todos salvos - o estuprador foi baleado e morto pela polícia logo depois."


A mulher que liderou a Birmânia em protestos não-violentos contra um ditador implacável

"Com a morte recente de Win Tin, co-fundador da liga nacional para a democracia em Myanmar (também conhecida como Birmânia), também lembramos do símbolo da nação e da democracia do país, Aung San Suu Kyi.

A filha do líder do movimento de libertação Aung San, Aung San Suu Ki, passou anos estudando no exterior. Após seu retorno, ela testemunhou a terrível matança selvagem de manifestantes, governados pelo ditador do país, U Ne Win.

Suu Kyi liderou a oposição contra o ditador selvagem e - junto com Tin - foi uma dos fundadores da liga nacional para a democracia. Ela clamava por mudança, praticando a não-violência, assim como Mahatma Gandhi e Martin Luther King.

Aung San Suu Kyi ganhou o prêmio Nobel da paz em 1991. Depois de ter sido prisioneira política por quase 20 anos, ela foi finalmente libertada em 2010. Tiramos nossos chapéus para ambos, Suu Kyi e Win Tin!

Então, deixe me ver se entendi, vemos praticamente todas as noites na TV, o que Kim Kardashian almoçou, mas alguém viu algum relato da morte recente de Win Tin no noticiário?"


Os incrivelmente corajosos professores que deram suas vidas para proteger os alunos de Sandy Hook

"Como os astronautas, cada bom professor é um herói. Vale a pena repetir que a tragédia de Sandy Hook nunca deve ser esquecida.

Em 14 de dezembro de 2012, 26 pessoas - 20 alunos e 6 funcionários adultos, foram baleadas e mortas em Sandy Hook em Newtown, CT.

A professora de 27 anos, Victoria Soto, sacrificou sua vida quando ela escondeu seus alunos em um armário para protegê-los do atirador enlouquecido Adam Lanza. Quando Lanza entrou na sala de aula, ela disse a ele que os alunos estavam no ginásio. As crianças terrorizadas, começaram a correr do armário e Lanza começou a atirar. Soto se jogou na frente das crianças e foi morta. Os últimos momentos da sua vida foram protegendo seus jovens alunos usando seu corpo como escudo contra as balas da arma de um louco perturbado.

O Diretor Dawn Hochsprung e a psicóloga escolar Mary Sherlach entraram em ação, mas foram mortos ao tentarem impedir que Lanza entrasse no prédio. A professora Lauren Rousseau escondeu seus alunos no banheiro em uma tentativa de proteger as crianças e também morreu.

O Superintendente do distrito, Janet Robinson observou estes e outros 'incríveis atos de heroísmo' que 'em última análise, salvaram muitas vidas.'


O neurologista que cortou os nervos do braço e ferveu o próprio pênis em nome da ciência

"Ouvimos falar de doar o corpo para a ciência, mas esse cara 'doou' seu corpo de várias maneiras surpreendentes enquanto ele estava vivo!

No início de 1900, o neurologista Sir Henry Head, fez experimentações em si mesmo, em nome da ciência. Sir Henry conduziu 'um experimento humano de divisão de nervo'.
Frustrado com as dificuldades que encontrou nos testes de perda sensorial em pacientes com lesões do nervo periférico, persuadiu um colega a dividir dois nervos cutâneos em seu antebraço esquerdo, para estudar como as sensações mudam quando esses nervos cortados são deixados para se regenerarem.
Na época, isso era considerado um ato de coragem que rendeu publicidade espontaneamente.

Depois de operar o seu próprio braço, Head até mesmo mergulhou o seu pênis em água extremamente quente em outro experimento de nervos.
Ele concluiu que a ponta não podia sentir nenhuma sensação de calor, mas ainda podia sentir dor e frio."


Abrax

Assinatura: Não vá embora ainda!Passe na página inicial AQUI e confira outros posts!
Os emoticons espalhados pelo blog são sonoros, clique neles mas cuidado com o volume!
Lista de todos os Smyles sonoros AQUI

2 comentários:

Noite Sinistra disse...

Todas a histórias são impressionantes, mas a história do polonês que se voluntariou a ser preso no campo de concentração e do esquadrão suicida russo foram as que mais me chamaram a atenção.

Rus mea disse...


Sem dúvida Noite...Mas a mais hercúlea e dolorosa foi a última><'

Pelo menos para nós homens><'

Abrax