Ueba^^

Uêba - Os Melhores LinksUm mundo de conteúdoEstá no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!Tedioso: Os melhores links

domingo, maio 25

Aoshima a Ilha dos gatos - ou seria a ilha dos gatos gordos?

Fonte


Cupinchas! Riso For
Faz algum tempo que eu postei sobre Ikeshima, uma ilha semi-abandonada dos gatos, quando topei com a informação durante a pesquisa, de que não se trata de uma, mas de várias ilhas-paraíso-para-gatos nos mares do Japão Riso For
Compartilho esta exclusiva do rocketnews24 que visitou a ilha de Aoshima, a fim de verificar a suspeita de que os bichanos estariam ficando obesos...Riso For 

Segue adaptação:

"Há um provérbio japonês que diz: 'Neko ni Koban', que se traduz como 'Dar uma moeda de ouro a um gato'. É uma metáfora usada quando se oferece algo valioso, no qual o destinatário, ou não precisa, ou não pode compreender o valor, mas também, é um exemplo revelador de como é difícil de se obter um favor de um gato.


Gatos não veem nenhuma utilidade no nosso dinheiro, eles não se impressionam com as nossas tendências de moda e mesmo se eles apreciassem o nosso senso de humor moderno, eles são orgulhosos demais para demonstrar rindo abertamente.


Com tão poucas opções, em uma tentativa de agradar, algumas pessoas oferecem comida a gatos de rua. Mas isso pode estar causando um problema para os moradores de uma das mais famosas ilhas de gatos do Japão?


Assim que nós mandamos a nossa correspondente de língua japonesa, Meg (Megumi Sawai), para descobrir.
Já falamos antes sobre Aoshima na província de Ehime no en.rocketnews24, também conhecida como a ilha dos gatos ou paraíso dos gatos. Com apenas 15 residentes humanos e mais de 100 gatos de rua, o equilíbrio de poder definitivamente mudou para os felinos.

A balsa para Aoshima
Mas ao mesmo tempo que poucas pessoas vivem na ilha, o lugar se tornou uma parada turística popular dos entusiastas por animais bonitinhos. Evidentemente que se alguém vem de tão longe visitar essa ilha apenas por causa dos gatos, ele não irá apenas olhar os bichanos à distância.

Um comitê de boas vindas estava nos esperando no cais.
Ouvimos rumores de que um número crescente de turistas, enfeitiçados pela beleza dos gatos, estaria alimentando-os com lanches e possivelmente provocando um crescente problema de obesidade nos gatos.

Em teoria, isso não é difícil de imaginar. Até há alguns anos, Aoshima recebia um número relativamente pequeno de visitantes. Como os gatos da ilha não são animais de estimação, eles tiveram que se virar e procurar comida na floresta. Os recursos limitados disponíveis significavam que, para sobreviver, eles tinham que comer sempre que uma oportunidade se apresentava.

Como tal, alguns estão preocupados que os gatos não tenham força de vontade para resistir a oferta de comida grátis de turistas, ou até mesmo o conceito de que é possível comer demais. Neste contexto, Meg tratou de realizar um estudo, logo que ela aportou na ilha.

Como hospitaleira que Aoshima é para os visitantes, pensamos que seus habitantes não apreciariam se nós carregássemos uma balança e fossemos pesando os animais um por um. Em vez disso, Meg concebeu um simples teste visual no local.

Olhando os gatos de cima, os animais com um estreitamento perceptível entre a cabeça e o corpo seriam classificados como normais. Aqueles que exibissem uma linha reta seriam chamados de 'pesados' e aqueles que apresentassem uma forma arredondada, vista de cima, poderiam ser denominados de 'sobrepesados'.

Para nosso alívio, quase todos os gatos observados por Meg, tinham corpos do tipo normal. Havia alguns gatinhos ligeiramente pesados misturados com a população magra, mas nossa repórter não encontrou um único gato realmente acima do peso.

Já que não houve tempo para verificar cada gato da ilha, Meg teceu uma teoria, sobre como os felinos que ela viu, mantém as suas silhuetas: 'Eles andam com movimentos atléticos de perseguidores, como animais selvagens'. Desde que não são gatos de casa, eles fazem muito exercício vagando pela ilha, procurando por comida durante as muitas vezes que os turistas não aparecem por lá com donativos.


Ilustrando o tema, durante o tempo em que Meg esteve em Aoshima, ela observou um gato pegar e comer um gafanhoto, que ela descreveu a cena como bonita, mostrando claramente onde as preferências de seus animais se encontram.

Sem dúvida, gafanhotos do tamanho desse gato abaixo seriam aterrorizantes.
Ainda, é importante estar vigilante em não tentar fazer os gatos explodirem após ultrapassarem os seus limites de ingestão calórica saudável. Gatos não podem ir para a academia malhar e queimar gordura depois de algumas semanas de mimos, então, caso eles se tornem obesos, pode ser difícil para eles retornarem a um peso saudável.



Este é um problema especialmente difícil para os gatos de casa ou animais de estimação em áreas desenvolvidas, que tem muito menos necessidades de se exercitarem naturalmente se movendo do ponto A ao ponto B. A obesidade tem os mesmos efeitos negativos sobre a saúde dos gatos que nos humanos, assim, a fim de garantir que seu gatinho tenha uma vida longa e feliz, ajudar a mantê-lo ativo é imprescindível.

Lojas que fornecem artigos para animais, comercializam torres para gatos e brinquedos que são alternativas saudáveis para oferecer mais um deleite saboroso, porém, desnecessário quando o dono quiser se divertir pessoalmente com seu animal de estimação.

Felizmente, os gatos de Aoshima têm bastante oportunidades naturais de exercício, portanto, eles não precisam de qualquer desses brinquedos.
Ainda, para a saúde dos gatos, provavelmente é melhor que os turistas adotem a filosofia: 'tirar apenas fotos, deixar apenas pegadas', filosofia essa, que inclui não deixar qualquer lanche para os populares felinos.

Por uma questão fatual, eles até ajudam com a parte de 'deixar pegadas'."


Compartilho também este vídeo, cupinchas, só para que tenham uma ideia:
Vídeo reserva

Meau! Riso For

Abrax^^

Assinatura: Não vá embora ainda!Passe na página inicial AQUI e confira outros posts!
Os emoticons espalhados pelo blog são sonoros, clique neles mas cuidado com o volume!
Lista de todos os Smyles sonoros AQUI

Nenhum comentário: