Ueba^^

Uêba - Os Melhores LinksUm mundo de conteúdoEstá no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!Tedioso: Os melhores links

terça-feira, novembro 12

Ruínas do hospital - i

Fonte Fonte


Cupinchas! Riso 

For 
Compartilho esta pequena exploração ao hospital abandonado - i, que esteve em operação até 1992 em algum lugar da província de Ibaraki, Japão. 

Segue adaptação:

"Localização: Confidencial
Data da exploração: Outubro de 2012

Quando se fala em hospitais abandonados, imediatamente nos vem na mente, a imagem de um lugar assombrado. Esta propriedade não fica de fora de tal fama e por anos é utilizada em *'provas de valentia' entre os habitantes locais. Ainda mais quando há o rumor de que o diretor do pequeno hospital perdeu a razão e matou todos que se encontravam no local...Para intimidar ainda mais o explorador, há o rumor de que 2 corpos ainda jazem em algum lugar do prédio...

*(''provas de valentia'' ou Kimou dameshi, é um tipo de teste realizado por jovens para provar a coragem. Geralmente consiste em visitar um lugar dito assombrado, sozinho durante à noite...rusmea.com)

Naturalmente que não possuo nenhum dom mediúnico, assim que não sinto nada:)
Este prédio desbotado em estilo Europeu, é o antigo hospital e nosso alvo de hoje.
Como é todo feito de madeira, partes do telhado e das paredes estão ruindo.
O telhado da varanda tem um jeitão tradicional Japonês, pois tem um tipo de adorno triangular, conhecido no Japão como "Hafu".
Logo ao adentrar pela porta principal, encontro a sala de espera do hospital.

É um pouco brega dizer isso mas...Neste espaço o tempo parou.
Quando este hospital foi inaugurado no início da era Showa (1926-1989), foi notável o fato deste hospital empregar uma médica, algo raríssimo naqueles tempos.
O consultório médico.
Está bastante bagunçado, mas quase se pode ouvir do passado, a conversa entre paciente e médico...
Sobre a mesa, descansa um aparentemente caro microscópio.
Diplomas adornam o local.
Imagino que eram médicos que se tornaram muito queridos pelos habitantes da região.
A sala do lado do consultório médico.
Misturado com os instrumentos, jazem diversos itens comuns do cotidiano.
Uma maleta utilizada pelos médicos de cabeceira, contento um estetoscópio e anotações.
A escada para o segundo andar. Será...Que suporta o meu peso? (E aqui terminamos mais esta exploração com a morte inesperada do nosso explorador. Riso For rusmea.com)
Ufa! Consegui chegar no segundo andar...Boa parte do corredor está destruído (-_-;)
Assim que escolho pisar nas partes inteiras do assoalho e avanço pé ante pé com muito cuidado.
Aquilo na esquerda é uma mesa de cirurgia?
Há um medidor de estatura e outro vários instrumentos médicos aqui.
Há uma pilha com livros não só da área médica, mas com várias revistas voltadas ao público feminino.
Esta sala está praticamente ruída. 
O local é perigoso, assim que é melhor manter distância...
A escada que mostrei antes vista de cima. 
Como não achei mais nada interessante, decidi voltar ao andar térreo.
No lado do hospital, há um prédio para internação de pacientes.
Acabo por associar as cores frescas do prédio, com a planta bétula branca...
A entrada. 
Logo na esquerda há uma galho que mais parece o personagem "Udora" do game Dragon Quest...
O piso deste prédio está bastante destruído, o que dificulta caminhar por aqui...
Uma sala de internação. 
A habitação pequena e lâmpada solitária geram um clima peculiar.
A única escada está ruída, assim que não pude conferir o segundo andar.
Logo em frente da ala de internação, está a moradia da doutora que atendia no hospital. 
Vou dar uma pequena conferida.
Logo na entrada há alguns animais empalhados. 
Parece que tem gente que gosta dessas coisas né?
Uma televisão de tubo de imagem bastante resistente, já que quando falhavam, era comum que esses aparelhos tomassem uma surra de tapas...
Uma habitação bastante revirada. 
Com certeza por aqueles que praticam as 'provas de valentia'.
Uma carta de um menino, endereçado a uma paciente em que ele se refere a ela como sua irmã mais velha.
O quarto de dormir, cujo piso e o teto estão para ruir a qualquer momento.
Não sei porque razão, mas há mais um animal empalhado em cima da cama...
Um majestoso cofre. 
Peguei na maçaneta e puxei com força...E o cofre abriu! 
Para revelar um interior completamente vazio...
A luz passando através da lona azul esticada lá no fundo, produz uma atmosfera fantástica.
Uma foto em preto e branco. 
Em algum lugar da foto, deve estar a figura jovem da médica que atendia no hospital.
Na propriedade ainda há outras construções de madeira. 
Acho que esta aqui era um banheiro. 
Seria um galpão pra guardar implementos de jardinagem? 
Podendo ser uma garagem...
O hospital envolto pelo manto verde da natureza. 
Vale frisar que não encontrei absolutamente nada fantasmagórico neste lugar. (Vai pra luz! Riso For rusmea.com)
Nas proximidades, há um rio e plantações se estendem por um assentamento bem típico do interior.
A minha terra natal também tinha um aspecto parecido com este, assim que senti muita nostalgia nesta exploração.
Justamente por ser um lugar assim, é que imagino que a ligação entre médicos e habitantes da região era bastante profunda.

No entanto, devido a que era uma médica que atendia os pacientes, também imagino o quanto de discriminação ela deve ter sofrido em nome da profissão.
Frases do tipo: 'Isso não é trabalho para uma mulher', com certeza a assolavam sem cessar naqueles tempos, maltratando muito o seu corpo e espírito...

No entanto, ao seguir tratando com devoção os pacientes, aos poucos os moradores teriam mudado de opinião e nessas duras condições, a médica finalmente teria sido aceita.
Até que a inveja das mulheres, cresceu tanto que culminou naquele incidente...!

Que naturalmente este final que mais parece de uma novela de terceria categoria, foi meramente imaginada por este explorador, assim que com essas ideias na cabeça, eu deixo para trás este antigo hospital."

Imagens adicionais do Haikyo.org:












Legal né cupinchas? Riso For

http://www.rusmea.com/2013/03/ambulatorio-s-para-sempre-na-eternidade.html
http://www.rusmea.com/2013/08/ambulatorio-n-o-lugar-abandonado-que.html
http://www.rusmea.com/2013/08/ambulatorio-o.html
Abrax^^

Assinatura: Não vá embora ainda!Passe na página inicial AQUI e confira outros posts!
Os emoticons espalhados pelo blog são sonoros, clique neles mas cuidado com o volume!
Lista de todos os Smyles sonoros AQUI

4 comentários:

Anônimo disse...

Post muito interessante! Normalmente, fotos de locais abandonados passam uma sensação sombria, de "um lugar assombrado", como você citou. Mas esse hospital, talvez por estar num lugar claro, cercado de árvores, deu uma impressão diferente. Parece realmente parado no tempo, mas não tem aquela atmosfera de Silent Hill que você espera de um hospital abandonado. Passa um sentimento de abandono e um pouco de tristeza, porque como você fez no post, a gente vai imaginando como era a vida das pessoas que estiveram ali e a história do lugar. Aliás, muito divertido esse seu jeito de ir fazendo da médica a protagonista da história e ir imaginando até o fim o que aconteceu com ela! xD

Rus mea disse...

Opa^^

É que o tom sombrio ou não, são dados pelo explorador^^

Fico até contente que pensem que sou eu quem tem tanta criatividade...Mas sou só o tradutor/adaptador do post original em japonês^^'
Os créditos da "historinha", fotos e de toda a exploração, são da fonte original^^ (Lá no alto do post^^)

Abrax^^

Cirurgia Brasilia disse...

A estrutura de madeira desse lugar causa ainda mais a sensação de horror.
Principalmente onde há essas escadas, dá impressão de que ao pisar elas vão quebrar e vai acontecer aquela típica cena de filme.
Como o lugar está visivelmente abandonado há muito tempo, ao caminhar sob a madeira deve dar cada estalo... Coragem!!!

Rus mea disse...


Já pensou? Um tombo em cima dos cacos de vidro, impregnados de remédio vencido? Que perigo!Oõ

Abrax