Ueba^^

Uêba - Os Melhores LinksUm mundo de conteúdoEstá no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!Tedioso: Os melhores links

terça-feira, novembro 5

Ruínas com sabor americano - o hipódromo abandonado

Fonte 


Cupinchas! Riso 

For 
Compartilho com vocês um pouco sobre este lugar que fez parte de um hipódromo até a década de 80 e que agora jaz abandonado em algum lugar do japão...Riso For
O local foi projetado por um arquiteto americano e por isso tem esse ar de prédio de qualquer-lugar-no-ocidente.
Bastante diferente das construções orientais que estamos acostumados a ver Riso For 

Segue adaptação:
Nome: Um certo hipódromo abandonado.
Localização: Algum lugar na região de Kantou, Japão. (Nem pros manolos dizerem onde fica...¬¬' rusmea.com)

Estas são as ruínas da área voltada para o público (Arquibancadas) de um certo hipódromo...
As torres, janelas e o design com um toque da arquitetura com forma de arcos, é deslumbrante. 
O local foi construído em 1930 e arquitetado por J.H. Morgan e antes de ser um hipódromo, foi uma instalação do exército Americano. O local foi requisitado pela Marinha Americana *JAPONESA em 1943 e devolvido em 1984. 
*Correção nos comentários por: Henrique Yuji Kamiya. Fiz confusão aqui e peço desculpas pelo erro^^'. rusmea.com 
As arquibancadas de primeiro e segundo plano, foram construídas ao lado deste prédio, mas foram desmanteladas em 1988.
Essas trepadeiras mais parecem tentáculos...

Do outro lado das cercas, um mundo verde se estende.

Restam apenas as armações que sustentavam a cobertura das arquibancadas.
Olhando bem, as armações estão corroídas pela ferrugem, sendo sustentadas pelos caibros de madeira amarronzada.

A graduação de cores das heras são maravilhosas.

Quais serão as condições internas do prédio...?
Chegamos ao espaço abaixo dos suportes, por onde adentramos.

Atravessando a peça escura por onde entramos, saímos em um corredor iluminado.

Iluminado por uma luz macia...
Quando vimos a beleza e imponência deste corredor, nós perdemos a voz...

As curvas deste aquecedor também são lindas.
Uma cortina verde.
Vários objetos interessantes.

Vimos vários painéis de controle pelo corredor. 
Esta é uma caixa de distribuição de luz.
O corredor é dividido por várias portas.
Estas molduras de janelas são de madeira.
O corredor visto de cima.

Esta porta não abriu. 
Esta construção possui várias portas que não abrem...

A bandeira japonesa?
Uma maravilhosa porta que não abre...

Ao lado dessa porta há um imenso buraco.

Esta parte era a cobertura.
Vista da torre por baixo.
O terraço. 
O céu parece mais próximo:)
As arquibancadas vistas de cima.
Voltamos o caminho e nos dirigimos à torre.


Uma bela janela redonda.

O motor do elevador. 
Fabricado pela Nippon Otis Elevator Company.
Este é o topo da torre.
E o panorama...
...É perfeito, já que este é o prédio mais alto desta parte da cidade.
Uma outra visita ao lugar.

Nós gostamos muito destas ruínas. 
Uma pena que a cobertura das arquibancadas foi removida. 
As cercas que rodeavam o hipódromo foram substituídas por grades.
As arquibancadas cobertas por vegetação. 
Realmente, é doloroso constatar a remoção da cobertura.
Aquele belo hipódromo está se desfazendo aos poucos, sem ninguém para protegê-lo.

Como um pássaro que ousou abrir suas asas, mas agora aguarda silenciosamente a sua morte...
O corredor que há tempos não pisávamos, tem um outro nuance.

Ficamos contentes ao ver que por dentro, o local segue mais ou menos conservado.
Ficamos mais contentes ainda, ao ouvir um rumor de que este prédio que pertencia ao hipódromo da cidade de Y., seria tombado como patrimônio histórico.

Este prédio com sua história, seria fundamental para elevar a importância da cidade.
Vários prédios antigos desta cidade de Y., estão sendo tombados e se tornarão importantes pontos turísticos.

Naturalmente que ruínas como essa que eram atrativos para exploradores urbanos como nós, deixarão de ser nossos objetivos de exploração, o que provoca uma sensação mista de uma certa tristeza com muita alegria, já que a reforma de lugares como este é muito melhor que a auto-destruição pelo abandono.

São vários os lugares que estão sendo tombados, dentre eles estão hotéis antigos, casas em estilo Europeu abandonadas e antigas residências.
Após o processo de tombamento como patrimônio histórico, esses lugares serão reformados e pintados, cuja verba será proporcionada pela prefeitura da cidade de Y.
No entanto, este hipódromo não consta oficialmente ainda, no projeto de tombamentos históricos da cidade, assim que este local ficará ainda a mercê das intempéries por tempo indefinido.

O atraso de um eventual tombamento se deve a que o local se encontra em um parque que é gerenciado pela associação de parques, assim que fica difícil para a prefeitura tomar alguma decisão importante sobre o hipódromo.
Ainda por cima, o custo da reforma seria bastante alta no caso deste colosso e tendo em vista que a verba sairia dos cofres da prefeitura da cidade de Y., é possível que este lugar demore muito a ser tombado...
Este salão tem o aspecto de um grande hotel antigo.
Estas ruínas fazem parte da nossa memória e de outros exploradores urbanos. 
Já faz 1 ano desde a nossa última visita e muita coisa aconteceu nesse espaço de tempo.
Fiquei contente em poder visitar mais uma vez este memorável lugar.

Estas ruínas são marcantes pelo seu espetáculo de luz e sombras.
A luz que penetra pela janela redonda é macia e deliciosa.

No último andar desta torre, o motor do elevador descansa.
Do alto da torre, avistamos as arquibancadas sem sua cobertura.
Daqui avistamos a cidade como fizemos naquele dia."

Diferente né cupinchas? Riso For 




Abrax^^

Assinatura: Não vá embora ainda!Passe na página inicial AQUI e confira outros posts!
Os emoticons espalhados pelo blog são sonoros, clique neles mas cuidado com o volume!
Lista de todos os Smyles sonoros AQUI

2 comentários:

wulfgar disse...

belo lugar.tomara que seja preservado.

Rusmea R. M. disse...


Aaaaacho difícil Wulfgar...

Tem muitos lugares abandonados por lá e sempre dá mais lucro demolirem tudo e fazerem um shopping center em cima...

Abrax