Ueba^^

Uêba - Os Melhores LinksUm mundo de conteúdoEstá no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!Tedioso: Os melhores links

quarta-feira, outubro 30

O funeral de bebês em árvores no Tibete

Fonte Fonte 
Cupinchas! Riso For
O Tibete possui além do funeral celestial, um raro enterro para bebês.
Se trata do "Funeral de bebês em árvores", designado para as crianças que morreram sem completar um ano de idade e ainda sendo praticado na região de Bomê, prefeitura de Nyingchi, região autônoma do Tibete. A razão para tão peculiar modo de se desfazer dos restos mortais de crianças, se deve a uma crença tibetana, de que bebês com menos de 1 ano de idade, não chegaram a ter contato com o pecado, com a sociedade, ou com o mundo repleto de corrupção. Portanto, para os que mantém essa tradição ainda no Tibete, essas crianças seriam puras e para que se mantenham com essa pureza, seus corpos são encomendados desse modo, com o desejo dos parentes e adeptos, de que a alma da criança reencarne em uma frondosa árvore.

Segue adaptação:
"Em Bomê, prefeitura de Nyingchi, região autônoma do Tibete, eu passei o resto da manhã como de costume, saí da cama , acessei à Internet, a bicicleta pronta para criar problemas a partir de amanhã à tarde...Depois de alguns dias em Lhasa, pode ser difícil de prever as coisas...Aconteceu de tarde, de modo que o meu plano mudou completamente.


Me disseram que na terça-feira haveria um evento em  Bomê, um enterro em árvores que valia a pena assistir. Ouvi falar desse enterro, mas é algo bem inédito de se ver, assim que fiquei fortemente instigado a ir.

Eram 8 quilômetros até chegar no condado de Bomê na área de árvores funerárias e o custo da van foi de 150 yuan.


Após seguir por uma trilha chegamos no alto do morro.
As flâmulas tremendo ao vento, aumentam o ar solene e a dramática atmosfera de terror. Entre duas cabanas de montanha, há um pequeno mosteiro com apenas três jovens lamas. Este ambiente é de vida dura e amarga, de lugares quase inacessíveis para a prática real, em comparação com aqueles famosos Templos de Jiurouheshang.
Perguntei e descobri que a área de árvores funerárias fica logo em frente.


O Tibete ainda pratica um raro funeral em árvores, designado para aqueles bebês que nasceram e morreram dentro de um ano. 
O 'enterro em árvore ', existe pela crença de que os bebês não entraram em contato com a sociedade nem fizeram nada neste mundo de pecado e coisas do tipo. Desse modo, qualificam o 'enterro', como uma esperança de que essas crianças reencarnem como uma árvore.
São ao todo mais de 500 enterros nesta área, incluindo os que já se desfizeram e hoje jazem ao chão, mas também é o solo onde descansam os corpos de mais de 20 monges.


Olhando para as árvores, se nota que estão cobertas com uma variedade de recipientes cheios de corpos de bebês mortos. 
Nos movemos através do cemitério de árvores, sob uma bela floresta virgem, de onde se vê as distantes montanhas cobertas de neve. 
O lugar é bonito, mas acho que vou e ir embora antes que escureça...


Perguntamos o caminho a um Lama e seguimos em direção ao rio.
Adentrando o cemitério de árvores.
Vocês conseguiriam imaginar o conteúdo de cestas como essa? 
Corpos de infantes mortos com menos de 1 ano de idade...
Pequenos caixões de famílias mais ricas.
Se alguns estivessem vivos, seriam até mais velhos do que muitos de nós.
Há sacolas também com o mesmo conteúdo...
E naturalmente que em barris também.
Existem até mesmo cestas e baldes de plástico como ataúde.
Pequenos crânios humanos jazem no solo, já distantes do tempo em que estavam nas árvores...
Sacos reaproveitados como mortalha, aparentemente recentes, demonstram que a prática ainda existe, embora esteja quase extinta.
Um bebê morto enrolado em uma roupa de adulto.
As pessoas que vivem nas montanhas, não falam alto, elas sussurram temendo perturbar o sono dessas almas.
Bandeiras de oração e pedras Mani juntamente com um céu sombrio.
Um pedra Mani, talvez com centenas de anos.

Bônus:
Um pouco dos Lamas que mantém o cemitério de árvores.


É provável que nós sejamos os únicos a passar por aqui hoje e pudemos ser testemunhas das práticas duras dos Lamas.
Os Lamas produzem a sua própria manteiga. (LOL! Riso For Esses enfeites  são feitos de manteiga! Riso For rusmea.com)
Por dentro do templo.
As condições de vida são bem ao estilo antigo em um ambiente agressivo.
Um Lama estuda com seriedade.
Canetas tão simples geram palavras tão puras...Quantas pessoas conseguem fazer?
A vida é bastante simples e eles não têm o materialismo."

Imagens:












Este mundo é muito estranho...Riso For 



Abrax

Assinatura: Não vá embora ainda!Passe na página inicial AQUI e confira outros posts!
Os emoticons espalhados pelo blog são sonoros, clique neles mas cuidado com o volume!
Lista de todos os Smyles sonoros AQUI

10 comentários:

Noite Sinistra disse...

Grande e genuína postagem...mais um material com o selo Rusmea de qualidade...

Rusmea R. M. disse...

...E a aprovação de Noite Sinistra companhia Ilimitada^^

Abrax^^

Marçal Fujibayashi disse...

Li em algum lugar, que quando morre um adulto no Tibete, é um costume cortar sua carne dar de alimento para os abutres.

Rusmea R. M. disse...


Isso mesmo Zetto^^'

Se chama "funeral celestial" como comentei no começo do post...E fiz um post para o www.omundoreal.com.br sobre o assunto...

Ainda é praticado, mas é um pouco raro...

Abrax^^'

wulfgar disse...

post incrivel,triste, mas muito interessante.

Rusmea R. M. disse...


Interessante e estranho...OO'

Será que essa floresta tem cheiro?OO'

Brrr...

Abrax

william haddad disse...

O importante é.....O RESPEITO. para com esta tradição que para nós cá com milhões de km nos separando deste povo. possamos olhar com reverência, esta tradição assim como queremos que nossos campos santos sejam respeitados. excelente matéria não é atoa que sou fã de vcs. meus abraços sempre.

Rusmea R. M. disse...


O senhor tocou em ponto importante Senhro Haddad...

Eu adaptei esta matéria de um blog de ciclistas Chineses que viajam pela Ásia.

Enquanto eu traduzia e verificava outras fontes, eu senti uma certa pitada de arrogância dos autores e comentaristas Chineses...Me passando a impressão, que se perdeu na tradução, de que os Chineses consideram essa prática do Tibete como algo primitivo e inferior...

Eu morro de medo de um lugar desses, mas RESPEITO e muito, mas não posso dizer o mesmo dos Chineses que estão aos poucos tratando de "diluir" a população e estão sufocando a cultura Tibetana...

Grande abrax^^

Pri disse...

Muito bonita essa tradição! Apesar de triste... mas tem toda uma solenidade belíssima...

Rusmea R. M. disse...


Realmente é solene, triste e bastante singular...

Obrigado pelo commente Pri

Abrax