Ueba^^

Uêba - Os Melhores LinksUm mundo de conteúdoEstá no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!Tedioso: Os melhores links

sábado, setembro 14

Quando a amizade esteve acima da competição...

Fonte Fonte Fonte


Cupinchas! Riso For
Os jogos olímpicos de Berlim em 1936, tiveram 2 protagonistas: Hitler e o atleta estadunidense Jesse Owens, vencedor das provas dos 100m, 200m, revesamento 4x100 e salto em distância.
Mas este post não trata de nenhum dos 2 célebres oponentes...
Mas sim de uma outra pequena história não muito conhecida... Riso For
Talvez porque seus protagonistas, não brilharam no primeiro lugar do podium...Riso For
Mas deixaram sua marca na história do esporte olímpico, de modo singular e bonitoRiso For
Este é o episódio dos 2 atletas Japoneses Shuhei Nishida e Sueo Ooe Riso For

Segue adaptação:


Na prova de salto com vara, o estadunidense Earle Meadows, conseguiu superar a marca de 4,35 metros. Já os atletas Japoneses, conseguiram o seu melhor salto de 4,25 metros...
Às 9 horas da noite e depois de várias horas saltando, cujos os 2 atletas não puderem superar a marca de 4,25, a organização decidiu resolver a diferença, propondo à delegação Japonesa que eles determinassem quem receberia a medalha de prata e a de bronze.


Earle Meadows obteve a medalha de ouro.
A delegação Japonesa concedeu então a Nishida, a medalha de prata por ter conseguido o melhor salto na primeira tentativa e Ooe recebeu o bronze.


Como aquela decisão não satisfez os 2 atletas nipônicos, eles decidiram acertar ao seu modo quando regressaram ao Japão, onde levaram ambas medalhas à um joelheiro local e lhe solicitaram que as cortasse e as unissem, fazendo com que cada uma das medalhas, tivessem metade de prata e metade de bronze.
Essas medalhas ganharam o nome de medalhas da amizade.


Eu queria muito que o título deste post estivesse no presente...Riso For 
Mas hoje em dia, das competições olímpicas, às disputas por quem tem razão nos comentários do youtube...Todas as disputas sérias ou efêmeras, parecem estar acima de qualquer valor e me parece um pouco difícil que algo parecido volte a acontecer...

Abrax

Assinatura: Não vá embora ainda!Passe na página inicial AQUI e confira outros posts!
Os emoticons espalhados pelo blog são sonoros, clique neles mas cuidado com o volume!
Lista de todos os Smyles sonoros AQUI

2 comentários:

Marçal Fujibayashi disse...

Bonita história e palmas para eles que em outra época e sem as pressões comerciais de mídia que existem hoje souberam viver de verdade o grande espírito esportivo ... mas hoje o esporte e as competições são antes de tudo uma forma de divulgação de marcas e produtos com patrocínios milionários para aquele que consegue a vitória... Um jogador de futebol por exemplo que foi eleito o melhor do mundo no ano, assina contratos de divulgações de marcas de produtos com cifras que são inatingíveis para nós mortais... nem eles vão gastar tanta grana... mas é isso que move o esporte nos dias de hoje ... será que se ganhassem hoje, eles dividiriam as medalhas?
Duvido... mas tomara que sim.

Rusmea R. M. disse...


Realmente, palmas para esses dois^^

Parece caro Zetto, que esse espírito está cada vez mais raro...
Parece que tudo é movido por dinheiro, interesses e ego...

Abrax