Ueba^^

Uêba - Os Melhores LinksUm mundo de conteúdoEstá no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!Tedioso: Os melhores links

terça-feira, setembro 10

Hezbollah - o museu da resistência no Líbano

Fonte Fonte


Cupinchas...
Traduzi e adaptei esta matéria do Amusing planet...Mas não sei como comentá-la...
É interessante, mas eu acho que esses assuntos são um pouco polêmicos...

Segue adaptação:
"O Museu de resistência do Hezbollah ou o Marco turístico da resistência, como é oficialmente conhecido, é um museu de guerra ao ar livre criado pela organização militante islâmica Hezbollah para comemorar as batalhas que eles lutaram contra as tropas israelenses em/e ao redor do local que o museu ocupa hoje. O Museu está localizado ao sul da cidade libanesa de Mleeta, à 50 quilômetros ao norte da fronteira da Palestina-libanesa. 

Mleeta foi um dos locais mais importantes da resistência libanesa. Entre 1982 e 2000, essa região foi muito disputada entre as forças do Hezbollah e o exército israelense, levando este último a se retirar do Líbano. O bizarro 'park-cum-propaganda' temático, que foi inaugurado em 2010, cobre uns 60.000 metros quadrados de ondulantes caminhos ao ar livre e áreas arborizadas e outros 5.000 metros quadrados em edifícios.
Excursões são conduzidas por guias que começam por saudar os turistas à 'terra da resistência, da pureza e do jihad'. Os guias  enfatizam a visão do Hezbollah, como sendo os único defensores do Líbano contra Israel e principais responsável para a retirada israelense que veio 18 anos após a segunda invasão de Israel ao Líbano em 1982. Eles também asseguram que o envolvimento do Hezbollah é defensiva: 'se os israelenses não nos atacam, nós não vamos atacá-los. Não somos terroristas, nós somos um povo muito pacífico e temos o direito de viver como qualquer outra nação'.

Aos visitantes lhes são mostrados então, um discurso de boas vindas em vídeo, onde o líder do Hezbollah Hassan Nasrallah fala: 'Esperamos que este centro turístico de jihadistas será um primeiro passo para preservar a história da nossa resistência heroica'. Mais um filme é mostrado, sobre o conflito israelo-libanês que termina com um discurso de Nasrallah e um pronunciamento 'sóbrio' de que 'Israel caiu', pelo líder assassinado do Hezbollah Abbas al-Musawi.

A peça central do Museu é 'O segredo do abismo', uma depressão preenchida com uma variedade de veículos IOF (IOF=Força de Ocupação Israelense. NDT. rusmea.com), de jipes agredidos, restos de um helicóptero IOF, ao premiado tanque IOF Merkava, com seu canhão atado em um nó, como forma de zombar das forças israelenses. A exposição foi formada por veículos blindados e armas que foram deixadas para trás pelo exército israelense e seus colaboradores. Se lê em uma indicação ao lado de 'O segredo do abismo', 'Isto é uma arte cênica estrutural que simboliza a derrota da entidade Sionista'.

Na floresta circundante, exibem como lutadores lutaram nas montanhas com túneis através da rocha, para evitar a detecção pelo ar. Visitantes podem ver bunkers e caminhar através de um túnel de 200 metros de comprimento, usado durante a guerra de 2006. O bunker contém um berço, utensílios de cozinha, geradores elétricos e outros equipamentos, incluindo um escritório equipado com telefones, rádios e computadores, oferecendo aos visitantes uma visão sobre a vida de combatentes do Hezbollah.

Outra exposição chamada de a 'Colina dos mártires', é um jardim decorado com armas e mísseis, dedicados aos mártires da organização que morreram lutando contra Israel.

Hezbollah tem planos para expandir as instalações para visitantes do parque com piscinas, spas, parques, hotéis e áreas para camping onde as pessoas 'possam vir aqui e passar suas férias', afirmando que as pessoas no sul do Líbano foram privadas de tais recreações durante décadas. Existem também, planos para um teleférico conectar o parque e a cidade de Mleeta com a cidade vizinha de Sojod."











Abrax

Assinatura: Não vá embora ainda!Passe na página inicial AQUI e confira outros posts!
Os emoticons espalhados pelo blog são sonoros, clique neles mas cuidado com o volume!
Lista de todos os Smyles sonoros AQUI

3 comentários:

Ricardo Ferri disse...

Visitei este museu. Proximo a tyro. Um verdadeiro ponto estrategico perto da fronteira com Israel.

Rusmea R. M. disse...


Nossa! Que privilégio Ricardo^^

Obrigado pelo comment^^

Abrax^^

Galvam disse...

Este museu deveria se chamar também o museu da "Inversão dos Fatos"! Foi justamente por causa dos ataques do Hezbollah a território israelense que as forças armadas de israel invadiram o sul do Líbano. Israel só agiu nos lugares aonde o Hezbollah tinha influência, o resto do país estava fragmentado por uma guerra civil provocada por dissidentes libaneses com foco numa possível revolução teocrática a semelhança do Irãe pelos invasores sírios que simplesmente apoiavam um governo fantoche dominando de fato o Líbano por mais de 30 anos!.