Ueba^^

Uêba - Os Melhores LinksUm mundo de conteúdoEstá no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!Tedioso: Os melhores links

segunda-feira, agosto 26

Granja-YK - exploração a um aviário abandonado...

Fonte 


Cupinchas! Riso 

For 
Na procura por adaptar publicações sobre ruínas aqui no rusmea.có-cóRiso Form, este que vos escreve trata de procurar lugares variados...Mas as vezes as publicações que encó-cóRiso Forntro são tão estranhas que não sei se cabem neste humilde blog de culinária...Riso 

For'(Que também posta outras coisas Riso For )
Não sei nem por onde co-có-co-cóRiso Formeçar...Riso For 

Bem...O lugar que co-có-cóRiso Formpartilho hoje, é um aviário abandonado Riso For 

Segue adaptação:
"Em algum lugar na província de Nara, Japão, existe a ruína de um aviário de grandes proporções, que aparentemente, deve ser famoso, pois tivemos que disputar espaço com outros fotógrafos que também estavam lá ensebando vasculhando e registrando o lugar.
 Fora este galpão, a propriedade está coalhada por outras construções.
 Por dentro, os galpões são mais ou menos assim.
 Vendo as proporções do lugar, imaginamos quantas milhares de aves eram criadas aqui...
Todas as construções, são extremamente longas. 
Cansa só de pensar em ir até o fundo...
 Os galpões desta imagem estão bastante destruídos, mas são justamente os mais novos...
Todos os anos, no verão, os Tufões assolam esta região, piorando cada vez mais as já mal-tratadas construções. 
 A concepção dos galinheiros é bastante simples.
As aves criadas aqui, não eram para abate, mas sim, para a produção de ovos.
Um aviário imenso desses, deveria produzir uma quantidade considerável de ovos, todos os dias. (O único aviário que este que vos escreve, rusmea.com, conheceu, fica na cidade de Fujioka, província de Shizuoka e era bem pequeno. Para que o leitor tenha uma ideia do tamanho, o aviário de Fujioka inteiro cabe dentro de um desses galpões! Co-cóRiso Forisa de louco! Riso For)
A iluminação da época.
Resta apenas a armação do aviário.
As gaiolas vazias me provocam um pouquinho de tristeza.
As plantas crescem livremente por todo lugar.
Restam algumas lâmpadas como esta.
Encontramos várias ferramentas e dispositivos da época no depósito.
Caixas para ovos. 
Para algo feito de papel, até que aguentaram bem a ação do tempo.
Imagino que isto seja um carrinho para transporte de esterco.
Funcionam perfeitamente apesar da ferrugem.
Aqui parece ser a sala para armazenamento de ovos?
Não faço ideia de qual a utilização exata desta sala naquele tempo...
Objetos sobre a mesa que desconheço a função...
Mais uma sala ao lado.
Estilhaços de vidro recobrem toda a mesa.
Encontramos uma quarto de dormir. 
Parece que funcionários, posavam no emprego.
Como esse quarto possui uma geladeira além de outros detalhes, imagino que poderia ser também um tipo de escritório ou almoxarifado da empresa...
Sobre o fogão em cima da geladeira, há uma caixa de 'Paakiran' Um medicamento de ampicilina para uso veterinário, produzido pela empresa Pfizer.
Do lado desse quarto-escritório, há uma sala com gaiolas.
Uma grande quantidade delas.
As janelas deveriam ter vidros naquele tempo.
Imagino então, que aqui eram criados os pintinhos.
Encontramos galpões onde a destruição é muito mais intensa.
As estruturas de metal estão retorcidas e avermelhadas de ferrugem pelo longo tempo exposto às intempéries.
 A vegetação chega a brilhar.
Não posso dizer que as condições dos galpões estão boas, mas pelo menos, muitas luminárias estão intactas.
O lugar deve estar mais destruído atualmente...
Talvez por causa do cascalho, o cenário lembra as ruínas de um campo de batalha das ilhas do sul, na Segunda Guerra Mundial...
Algumas construções ruíram completamente.
Os galpões com estruturas de madeira, também se encontram igualmente destruídos.
Esta é construção que leva à outro escritório.
O teto em colapso.
A sala por dentro.
Uma mesa de trabalho apodrecida.
Um radio automotivo.
A sala ao lado está destruída até o piso, não permitindo a nossa entrada.
Um quarto de banho.
Um calendário coberto pelo verde.
Um carrinho de carga tombado.
O espaço onde era um depósito.
Os sacos de rações, também jazem abandonados. (Da marca Keikku Riso For rusmea.com)
Incinerador.
No lado da sala, também há mais gaiolas.
Por mais que este galpão seja grande, as gaiolas dão uma sensação de aperto.
Interruptor de luz.
As flores de lótus desabrocharam. (Por mais que o autor do post original chame esta flor de lótus...Riso ForAcho que a flor é uma Saussurea involucrata...Riso For rusmea.com)
O lugar tem uma natureza muito rica.
Um silo.
Nos dirigimos à esta construção.
Está bem destruída por dentro.
Aqui era a moradia da gerência do aviário.
Não restou quase nenhum vidro nas janelas.
O quarto.
Diagrama de anatomia de uma galinha.
O que restou de um acolchoado.
Um guarda-roupa em estilo europeu.
Os restos de um uniforme de trabalho.
Um ábaco para cálculos matemáticos.
Um panfleto de uma empresa de mudanças. 
Alguém alinhou os papéis para melhor fotografá-los. 
Os modelos de caminhões utilizados na época, são retratados na propaganda dessa empresa de transportes. A Houa - transportes e mudanças, ainda existe e está situada na cidade de Nara.
Ao lado dessa moradia, não podia faltar um espaço para mais gaiolas...
Este espaço está aos pouco sendo invadido pela vegetação.
O estado de decadência é muito lindo.
Só restou a armação do telhado.
Várias construções, perecendo na decadência.
Os equipamentos outrora utilizados, hoje jazem silenciosos na obscuridade.
Aqui nos aproximamos do término desta exploração.
O que será dessa propriedade atualmente? 

A última visão que tivemos do lugar, era de apenas um campo de relva e flores...

Ainda bem que o aviário não é assombrado pelo fantasma do frango...Riso For 
A legítima alma penada! Riso For

Abrax^^

Assinatura: Não vá embora ainda!Passe na página inicial AQUI e confira outros posts!
Os emoticons espalhados pelo blog são sonoros, clique neles mas cuidado com o volume!
Lista de todos os Smyles sonoros AQUI

2 comentários:

Marçal Fujibayashi disse...

co...có...m certeza os espíritos das galinhas foram pra luz...e os ovos pra co...có...zinha. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Obs : Flor de lótus é um dos nomes populares (nome vulgar) da Saussurea involucrata de origem Himalaia.

Rusmea R. M. disse...


Co-có-correto!OO'

A Saussurea se parece mais com essa flor que o manolo denomina como "flor de lótus"...Que eu saiba, a flor de lótus do Japão dá no banhado...E a bela flor não tem nada a ver com a que o manolo disse aí...OO'

Vou pra fisioterapia agora^^

Divirtam-se^^ Co-có-ri-có!^^ kkkkkkkkkkkkkk^^

Abrax^^