Ueba^^

Uêba - Os Melhores LinksUm mundo de conteúdoEstá no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!Tedioso: Os melhores links

sexta-feira, julho 12

O teleférico abandonado de Okutama - estação Mitousanguchi

Fonte


Cupinchas! Riso For 
Compartilho hoje a exploração das ruínas da estação de Mitousanguchi e seu bondinho abandonado desde 1975.
Como o autor do post original disse, são "ruínas extremamente lindas." Riso For
No entanto, eu achei esta primeira parte da exploração um pouco curta...O que me forçou Riso For a preparar a segunda parte e assim como os posts sobre a vila abandonada de Nitchitsu (Parte1 Parte2 Parte3), e publicá-los simultaneamente Riso For

Riso ForKagerou ni mi wo karite Riso For michi wo sasu musume wo oi Riso For

Segue adaptação:

"A foto acima mostra o panorama verde do lago Okutama e sua natureza esplendorosa.

Okutama é uma cidade no distrito de Nishitama, Tóquio, Japão. No entanto quanto mais se afasta de Tóquio e mais se aproxima de Okutama, mais bela se torna a visão de montanhas 'azuis'.
Essa região possui vários lugares abandonados e o de hoje, são as ruínas da estação Mitousanguchi.
Aqueles que gostam de lugares abandonados, com certeza já ouviram falar das ruínas do teleférico de Okutama. O nome oficial porém, é teleférico Kawano, inaugurado em 1962 pela empresa Ogouchi turismo e desenvolvimento companhia LTDA, com a expectativa de ser utilizado por escaladores e turistas...

O céu azul de Okutama, no início do verão. 

...Mas com a conclusão de rodovias e pontes em Okutama, o teleférico foi perdendo a sua importância e utilização, chegando ao limite de transportar menos de 10 pessoas por dia. O transporte ficou suspenso então, por tempo indeterminado em 1975, e nunca mais voltou a funcionar até os dias atuais. De lá pra cá, houve muitos debates das autoridades, visando a demolição dessas estações, mas nada foi definido.
Esse teleférico possui 2 estações, a Mitousanguchi e a estação Kawano, ambas ruínas são impares em beleza, e devido ao número de fotos, decidi fazer 2 posts para apresentar os lugares. (O rusmea.com também fez o mesmo Riso For)

Para chegar na estação, é preciso passar por essas escadas.

No fim da escadaria, eis que surge as ruínas no meio da vegetação da montanha. 
Esta é a estação Mitousanguchi

A entrada decadente, nos faz sentir o peso implacável do tempo.
Vamos entrar.

Ao dar o primeiro passo ao seu interior, não se consegue imaginar como era a sua época de atividade, devido ao estado avançado de abandono...

Aqui era a bilheteria.

Há pedaços de vidros espalhados pelo piso.

Aqui deveria ser a catraca. 
A paisagem mudou drasticamente entre a sua época e agora.

Por aqui se pode avistar a plataforma de embarque.

Desci até a plataforma.
E ali, algo especial destas ruínas contempla o resto de sua vida tranquilamente.

Diferente do que imaginava, o local de embarque é muito pequeno.

Mitousanguchi.

Conferindo a parte da frente do teleférico. 
As trepadeiras enredadas, dão um 'tempero' muito especial à ruína.

Parece que o nome deste veículo era Mitou.

Por dentro do veículo Mitou.
Porém, não há nada de especial aqui.

Seguimos da plataforma em direção a sala das máquinas. 
Pra falar a verdade, a real atração do teleférico de Okutama está aqui.

Sigo pelas escadas do ambiente escuro.

Eis que começa a aparecer uma parte do imenso maquinário.

As roldanas dão a impressão de que vão se mover a qualquer momento.

A porta dos fundos.

Estas ruínas possuem algo que chega a ser um milagre.
A beleza dessas ruínas que confrontamos, não encontra similar e o grau de abandono está condensado neste lugar.

São ruínas extremamente lindas.

Uma peça de um lampião utilizado naquela época jaz no chão. 

Uma escada leva à outro andar. 
Já que o momento exige, eu subo...

Um pedaço de vidro quebrado, brilha ao sol.

A vista por cima da plataforma e do veículo Mitou.

Se pode ver com clareza a estrutura superior.

De volta para baixo.

Ao sair da sala das máquinas, o veículo parece estar a sua espera. (Infelizmente, se perde na tradução, o sentimento de carinho que o autor da exploração expressa pelo bondinho. Riso For rusmea.com)

Aqui começamos a nos despedir destas ruínas.

O próximo post, são sobre as ruínas da estação de Kawano que estão do outro lado.

Uma última olhada no veículo Mitou. 
Provavelmente ele nunca mais voltará a funcionar...

Antes de ir para o outro lado, damos uma olhada no poste de cabos suspensos.

Um céu azul, uma torre enferrujada e cabos suspensos são a visão mais espetacular que existe. 
O teleférico de Okutama, é sem sombra de dúvida, um lugar abandonado onde vive o deus das ruínas.

Próximo: 
As ruínas do outro lado."

Segunda parte aqui
Lekau né? Riso For 

Abrax^^

Assinatura: Não vá embora ainda!Passe na página inicial AQUI e confira outros posts!
Os emoticons espalhados pelo blog são sonoros, clique neles mas cuidado com o volume!
Lista de todos os Smyles sonoros AQUI

3 comentários:

Marçal Fujibayashi disse...

Quanta grana jogada fora... funfou por 13 anos e virou sucata.

Rusmea R. M. disse...


Pacabá né?¬¬

Abrax^^

Anônimo disse...

As montanhas são verdes e o ceu azul....