Ueba^^

Uêba - Os Melhores LinksUm mundo de conteúdoEstá no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!Tedioso: Os melhores links

segunda-feira, junho 3

A vila abandonada de Nitchitsu - primeira parte

Fonte


Cupinchas! Riso For 
Semana passada eu publiquei sobre a escola de Ogurasawa da vila abandonada da mina de Nitchitsu, hoje os posts tratam de todo o assentamento abandonado.
Devido ao tamanho das postagens, vou fazer como o autor dos posts originais e dividi-los em 3 partes Riso For 

Uau! Riso ForUma vila inteirinha pra gente explorar! Riso For

kakegae no nai kinou mo nagedashi sou na kyou mo Riso For ima kakehashi ni shi te ike tomorrow Riso For

Parte1 
Parte2 
Parte3
Segue adaptação:


"No meio das montanhas de Chichibu no estado de Saitama.
Neste lugar está o assentamento abandonado que um dia abrigou os funcionários da mina Nitchitsu e suas famílias. Atualmente a mina ainda está em funcionamento com a extração, processamento e transporte de pedra calcária, no entanto, o sol já não brilha mais nesta função e a decadência toma conta assim como em outras minas do Japão, o que se pode constatar pelo abandono desta vila."

"Este lugar em particular, me traz boas recordações. Na época em que obtive a carteira de motorista, eu saia de carro a procura de lugares abandonados, até que um dia dei com este assentamento da Nitchitsu e foram literalmente, as primeiras ruínas que conheci.
Visitei o lugar inúmeras vezes, de dia e de noite ao ponto de mais ou menos saber, onde está cada objeto.
Apenas nunca visitei o ambulatório da vila.
Como o povoado é imenso, publicarei esta exploração em 3 partes devido a grande quantidade de fotos."

"O primeiro lugar a visitar, é uma área de trabalho na borda do assentamento.
Vamos entrar.
Inesperadamente, não há nada no local... Não sei muito bem, que trabalho era efetuado aqui.
O lugar dá a impressão de que vai ruir a qualquer momento.
Relembrando agora, eu não achei estas ruínas nas primeiras vezes que estive aqui. Não lembro quando foi, mas encontrei este local por puro acaso em uma das várias vezes que visitei o lugar.
Por mais que já tenha visitado um lugar abandonado, sempre se encontra algo novo. Por isso dá vontade de visitar de novo.
O tempo não passa nas ruínas, por isso se deve explorar com calma e cuidado, pois sempre se descobre coisas novas.
Deixando para trás as ruínas da área de trabalho, decido ir aos apartamentos isolados na outra margem do rio. Ao atravessar, se pode ver por cima, as construções.
Um apartamento escondido aparece.
Estamos no final da primavera, quase chegando no verão, mas o panorama é tristonho como se fosse inverno.
Cabos e polias cuja utilização eu desconheço. Particularmente, eu adoro esse tipo de estrutura.
No apartamento anterior, eu não encontrei nada para ver. Vamos ao próximo que está logo em frente.
É uma construção de 2 andares, bem apodrecida devido ao tempo de abandono.
A porta se abre sozinha...Acho que foi o vento...(LOL! Riso For  rusmea.com)

Dentro do AP, há poucos resquícios de objetos utilizados no dia a dia, mas há muitas garrafas de Saquê.
O segundo andar. O corredor feito de madeira causa uma ótima sensação.

A escada do outro lado tem a passagem impossibilitada. 
Alinhados no chão do corredor, há xícaras e creme para café. Na verdade foi eu quem deixou aqui há muito tempo atrás e por todo esse período, ninguém tocou nesses objetos, sendo mantidos assim por anos e com certeza continuarão assim, até a destruição total destas ruínas.
Desço as escadas por onde subi.
Provavelmente este objeto era utilizada nas minas naquele tempo, hoje está em um intervalo eterno.
O terceiro apartamento de hoje. Os blocos de concreto salientes, são para segurar a escadaria.
O segundo AP visto de cima.
A construção é assim por trás e é por aqui que penetramos no edifício.

"Ojama shimasu" Com licença...(O termo que ele usou em tradução aproximada é: "desculpe por incomodar" NDT. Esse termo é falado, mesmo quando não há ninguém em casa, como mostra de respeito. rusmea.com)
Logo na entrada há o espaço da escadaria do prédio.
Os corrimões de madeira, muito bem construídos, combinam perfeitamente bem com as paredes de concreto.
O segundo andar possui quartos lado a lado, mas devido a que o corredor está ruindo, não me foi possível explorá-los. Volto então ao térreo.
Outra escada no térreo porém, completamente podre.

A exploração à este AP termina aqui. "Ojama shimashita". ("Desculpe por haver incomodado" NDT. rusmea.com)

Me despeço dos apartamentos solitários e me dirijo às próximas ruínas concentradas lá embaixo..."

Continua na segunda parte.

Abrax

Assinatura: Não vá embora ainda!Passe na página inicial AQUI e confira outros posts!
Os emoticons espalhados pelo blog são sonoros, clique neles mas cuidado com o volume!
Lista de todos os Smyles sonoros AQUI

8 comentários:

Noite Sinistra disse...

Demais manolo...lugares assim são demais!!!

Rusmea R. M. disse...


Realmente, eu também achei show essa vila e seus encantos^^

(Acho que hoje eu não posto nada...A perna estava incomodando, daí eu tomei remédio pra dor e tô grogue^^')

Abrax^^

Anônimo disse...

Muito legal, aguardo o próximo com ansiedade!

Rusmea R. M. disse...


Beleza^^'

Só lembrando que nem tudo publicado no Japão sobre ruínas é tão rico em detalhes como estas postagens^^'

Mas vou trazer mais em breve^^

Abrax^^

Marçal Fujibayashi disse...

locão esse cara... subir e descer escadarias podres é de assustar. kkkkkk

Rusmea R. M. disse...


Muito doido mesmo o autor do post original!^^

Ele se mete em tudo quanto é buraco^^ (literalmente! Veja a terceira parte deste post^^)

Abrax^^

Anônimo disse...

isso daí tá a cara do game Fatal Frame do play 1,o melhor game de terror já lançado até hoje..kem é gamer sabe doke eu tô falando!...

Rusmea R. M. disse...


Muito interessante que encontrem referências a games nestes posts de lugares abandonados^^

Será que se baseiam em lugares assim?

Coincidência?

Abrax^^