Ueba^^

Uêba - Os Melhores LinksUm mundo de conteúdoEstá no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!Tedioso: Os melhores links

sexta-feira, maio 3

O museu da tortura de Santillana del mar

Fonte Fonte Fonte


Cupinchas...Riso For 
Hoje compartilho com vocês, um pouco sobre o museu de Santillana del mar e seus aparelhos de tortura e execução.
É notável que aparelhos de tortura, já postados em vários blogs da web Brasil, também estiveram em extensa utilização na Espanha medieval...

Segue adaptação:

"Museus existem aos montes e de todos os tipos, mas precisamente hoje, adicionamos um novo a nossa lista, caracterizado por ser um dos mais macabros da Espanha e de todo o planeta. Se trata do Museo de la Inquisición y Tortura de Santillana del Mar, em plena Cantábria. Nele, se pode contemplar muitos instrumentos de tortura Europeus, que foram utilizados desde o começo do século 15 até finais do século 19.



Santillana del Mar é considerado por muitos como o povoado mais bonito da Espanha, mas ironicamente, é o lar de um museu com mais de 50 abomináveis e perversas peças de tortura e execução. Machados que cortaram cabeças, jaulas penduradas e guilhotinas entre outros objetos, provocam calafrios nos visitantes.

Entre os aparelhos de tortura medievais, alguns deles são réplicas, outros são originais, dos quais, vários deles possuem marcas de uso.
Segundo Sinuhé do site Tejiendo el mundo, autor de uma das fontes originais:
"E fiquei com os cabelos em pé em alguns casos, ao pensar no sofrimento que puderam infringir os inquisidores, as suas vítimas. 
Aqueles 'anjinhos' da Igreja que tanta dor causaram a pessoas inocentes naqueles tempos medievais."

A imagem acima mostra um touro de bronze, caso tenham dúvida. Colocavam dentro o condenado e prendiam fogo embaixo. Quando o indivíduo gritava de dor, 'mugidos' soavam através de orifícios na cabeça do touro, como se fosse o touro quem mugisse. Esta máquina de tortura era de origem Grega.

Algo destacável, é que as peças e ferramentas se encontram organizadas em várias classes. Em primeiro lugar, encontramos os objetos que serviam como castigo exemplar e humilhação pública. São instrumentos que se punham sobre o acusado para que ele sentisse vergonha e fosse insultado, vexado e despreciado pelo público. Um dos exemplos são as 'máscaras inflamantes', que procediam da Alemanha e que serviam para castigar aqueles que tivessem levado a cabo, condutas inapropriadas, como pequenos furtos e desobediência a autoridade. Outro exemplo dentro dessa tétrica categoria, é a armadilha Austríaca, um elemento que aprisionava os pés e as mãos do réu para impedir que pudesse se mover.


Ainda, para castigar aquelas mulheres que haviam ficado grávidas antes do matrimônio, existia sua correspondente pena: A trança de palha, na imagem acima, condenação que consistia em raspar a cabeça da mulher, obrigá-la a levar uma trança de palha em seu lugar e permanecer em frente das portas das igrejas mais importantes do lugar. E como não podia ser de outra forma, para quem não cumprisse com as suas obrigações religiosas, ou para os vagabundos e meliantes, se usavam uns colares que causavam uma grande dor no pescoço.



Também se pode ver as 'tenazas', na imagem abaixo, os alicates que eram utilizados para cortar línguas, os marcadores de ferro cujo uso consistia o de marcar a pele do condenado, estando vermelhos em brasa.


Ao mesmo tempo, duas da peças mais curiosas e angustiantes são conhecidas como a Dama de ferro...

 ...e o Berço de Judas.


A primeira peça era uma espécie de sarcófago com pontas em seu interior que servia para prolongar a agonia da vítima. Por outro lado, o Berço de Judas, era uma pirâmide de madeira onde sobre ela, era pendurado o condenado.

Na seção dos instrumentos de execução, estão a mostra alguns exemplos de causar calafrios, como o garrote vil, a forca, o quebra crânios e o serrote com que cortavam o corpo em duas partes, utilizada principalmente para castigar a homossexuais. Na execução pelo serrote, o condenado era preso de cabeça para baixo para assim prolongar o seu sofrimento e este, só espirava quando o serrote chegava na altura do coração.

Como podem imaginar, conhecer o Museu da Inquisição e da Tortura de Santillana del Mar, não seria uma visita cativante e afável, sobre tudo para os viajantes mais sensíveis.
O que sim é certo, é que é preciso conhecer lugares como este para apreciar a crua realidade a que submeteram um dia os nossos antepassados.
É difícil de acreditar que houve uma época em nossa história, em que esses instrumentos foram utilizados sem nenhum tipo de escrúpulo. Apesar dos apesares, assim foi.

Se apesar de todas as nossas descrições, ainda assim deseja conhecer o museu, o preço da entrada é de 3,6 Euros (aprox. 9 Reais) e está aberto de segunda a sexta das 10:00 as 20:30 horas e fins de semana de 10:00 as 21:00 horas.












Abrax...

Assinatura: Não vá embora ainda!Passe na página inicial AQUI e confira outros posts!
Os emoticons espalhados pelo blog são sonoros, clique neles mas cuidado com o volume!
Lista de todos os Smyles sonoros AQUI

Um comentário:

Pousada em Florianópolis disse...

Muito doido... Mas talvez essa não fosse uma das minhas escolhas, caso visitasse a cidade #MuitoSinistro