Ueba^^

Uêba - Os Melhores LinksUm mundo de conteúdoEstá no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!Tedioso: Os melhores links

sábado, maio 25

Лайка - Laika

Fonte Fonte Fonte 

Cupinchas! Riso For 
Eu não consigo encontrar direitos nem justificativas que me convençam da validade dessa experiência.
A impressão que eu tenho, é que apenas utilizaram uma máquina mais cara para executar um pobre animal indefeso.
Este post trata de Laika, o primeiro cosmonauta.
Riso For 
Segue adaptação:


"Todos nós já ouvimos falar de uma pequena cadela chamada Laika que teve a duvidosa sorte de ser o primeiro ser vivo lançado ao espaço para experimentar os efeitos que uma viagem espacial podia ter sobre um organismo vivo, antes de enviar a uma pessoa. Esta é a história de Laika para que conheçamos um pouco mais de sua trágica viagem.


No final de 1954, princípios de 1955, nasceu nas ruas de Moscou uma vira-latas que foi recolhida para ser incluída no programa espacial russo, com a finalidade de experimentar as consequências que uma viagem espacial poderia ter no organismo de um ser vivo, já que muitos cientistas pensavam que uma pessoa não poderia ser lançada ao espaço e regressar viva. Originalmente chamaram-na Kudryavka (risadinha), depois Zhuchka (bichinho), e depois Limonchik (limãozinho), para finalmente chamá-la de Laika, que significa “ladradora” .


Os cães eleitos para serem treinados deviam pesar menos de 6 quilos, medir menos de 40 centímetros de altura e serem de rua, já que segundo os cientistas russos, um cão de rua acostumado a lutar diariamente pela sobrevivência, suportaria melhor os treinamentos que um cão de raça e além disso, teriam mais capacidade de aprendizagem.


Entre centenas de cães, e depois de duríssimas provas de gravidade, adaptação a espaços extremamente pequenos e a stress provocado por ruídos e vibrações que esgotavam o físico dos animais, destacaram 3, Albina, Mushka e Laika, mas Oleg Gazenko, o director do programa de adestramento de cães cosmonautas, notou que um deles era especialmente tranquilo, e esse cão foi o eleito, Laika, que tinha dois anos de idade


Os nervos da corrida espacial estavam a flor de pele,  não só pela concorrência com Estados Unidos, em que a União Soviética levava vantagem por ter surpreendido o mundo ao conseguir o primeiro voo ao espaço não tripulado com a nave Sputnik e queriam ser os primeiros a enviar uma nave tripulada, além disso, Nikita Khrushchov o chefe do partido comunista, queria comemorar os 40 anos da Revolução com um voo tripulado que serviria para situar no topo a conquista do espaço e a supremacia Russa em frente aos Estados Unidos.



Mas os cientistas temiam os efeitos da radiação solar e a gravidade no organismo e por isso Serguéi Korolev, cérebro da carreira espacial Russa, se dispôs em satisfazer a Khrushchev, enviando um cão em lugar de um ser humano, nossa protagonista Laika.


A nave se chamaria “Sputnik II”, de 543,5 quilos e transportaria instrumentos para medir a radiação solar, um sistema de geração de oxigênio e absorção de dióxido de carbono, e um pequeno cubículo hermético de 80 centímetros de comprimento onde iria Laika, que continha um pequeno ventilador para manter sua temperatura e comida para sete dias em forma de gelatina. Laika levava posto um traje espacial que recolheria suas necessidades e limitava seus movimentos a praticamente se sentar e deitar. Do traje também se monitorava a sua frequência cardíaca, respiração e pressão arterial.


No dia 3 de novembro de1957, as 22:28 hora local de Moscou, a agência de notícias soviética emitiu um comunicado que anunciava ao mundo que tinha sido lançado o Sputnik-2, e que por primeira vez um ser vivo era lançado ao espaço.


Em um princípio, a agência de notícias soviética TASS informou que Laika regressaria à Terra em pára-quedas, já que a propaganda soviética temia a reação de seus cidadãos e do mundo inteiro, para quem, Laika era bem mais que um cão, mas as verdadeiras intenções eram bem diferentes, e se sabia que Laika nunca regressaria, aliás a última ração de comida continha veneno para que a cadela morresse pelo sétimo dia, e não ardesse ao reentrar na atmosfera terrestre, mas as coisas não saíram como se esperava.


Do o controle em Terra, após o lançamento, escutaram os latidos de Laika, e monitoraram os batimentos de seu coração, mas às 5 horas da descolagem seus sinais se perderam.


Os soviéticos anunciaram que ela morreu por falta de oxigênio sem dor e suavemente na semana em que estava na orbita terrestre, inclusive mentiram afirmando que escutaram seus sinais vitais todos os dias, mas até 2002 não se revelou a verdade, quando a BBC publicou a seguinte notícia no dia 28 de outubro:
“O primeiro ser vivo que viajou oficialmente ao espaço não viveu alegremente em uma semana dando voltas sobre a Terra, mas sim, teve uma morte muito dolorosa.”



Ao que parece, uma falha técnica elevou a temperatura da cabine ao expandir o calor de um dos motores que não se desacoplou na descolagem, fazendo que seu cubículo se superaquecesse provocando sua dolorosa morte entre 5 e 7 horas após a descolagem. Os últimos registos de seus sinais vitais eram aterradores, seu coração batia três vezes mais depressa do que o normal, provocado pelo pânico.

Réplica do Sputnik II com Laika em seu interior

Depois da difusão da notícia, a Rússia teve que retificar a sua versão, e o cientista do Instituto de Problemas Biológicos de Moscou, Dimitri Malashenkov, declarou durante um congresso espacial em Houston, que Laika tinha morrido devido ao calor e ao pânico.


O “Sputnik 2 “deu um total de 2.570 voltas à Terra antes de desintegrar-se, no dia 4 de abril de 1958, isto é, esteve em órbita ao redor da terra com Laika morta em seu interior, durante meio ano.
Mas Laika já era imortal para o mundo.

Detalhes adicionais...

Depois de Laika, a Rússia realizou 29 voos espaciais com cães entre julho de 1951 e setembro de 1962, dos quais, 8 acabaram tragicamente, enquanto os 21 restantes regressaram em pára-quedas com máscaras de respiração e trajes espaciais.


Para os que acham que isto foi necessário antes de enviar um humano ao espaço, lhes recordo as palavras do responsável pela missão Oleg Gazenko:
'Quanto mais tempo passa, mais lamento o sucedido. Não devíamos tê-lo feito…Nem sequer aprendemos o suficiente com essa missão, ao ponto de justificar a perda do animal'

Yuri Gagarin

Se passaram três anos e meio, antes de que um homem se atrevesse a ir ao espaço. No dia 12 de abril de 1961, o piloto soviético Yuri Gagarin decolou na cápsula espacial Vostok. Foi a primeira viagem humana ao espaço. A diferença de Laika, o herói soviético, depois de ter dado uma volta na Terra, regressou são e salvo e declarou:
'Ainda hoje, não sei se sou o primeiro homem ou o ultimo cão a voar pelo espaço'.



Em 1964 foi construído um muro em Moscou, dedicado aos 'Heróis da Pátria'.
De todos os personagens que nele aparecem, se reconhecem só os nomes de Lenin e Laika, isso sim, quando a verdade sobre o que ela passou ainda não havia sido divulgada.


Laika morreu, mas seu nome sempre tem sido lembrado, inclusive há uma região em Marte com seu nome e o dia 11 de abril de 2008, foi inaugurado na Rússia, perto do lugar onde se desenvolveu este triste episódio da corrida espacial, um monumento em honra a Laika, a ladradora, que com certeza passou suas últimas horas gemendo em vez de latir."




Abrax

Assinatura: Não vá embora ainda!Passe na página inicial AQUI e confira outros posts!
Os emoticons espalhados pelo blog são sonoros, clique neles mas cuidado com o volume!
Lista de todos os Smyles sonoros AQUI

2 comentários:

Betosgames disse...

realmente lamentavel

Rusmea R. M. disse...


Que coisa absurda...

Abrax