Ueba^^

Uêba - Os Melhores LinksUm mundo de conteúdoEstá no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!Tedioso: Os melhores links

quarta-feira, maio 29

A escola abandonada de Ogurasawa

Fonte


Cupinchas! Riso For 
Hoje eu compartilho este lugar abandonado que devido a sua localização relativamente fácil, no estado de Saitama, foi minuciosamente explorado várias vezes, sem no entanto ser vandalizado. Riso For  
Há rodovias que passam perto do lugar e estradas ainda com asfalto que levam a esta comunidade abandonada há 30 anos e à escola de Okurasawa. Riso For 

Esta escola se encontra na vila abandonada de Nitchitsu nestes links:
Parte1 
Parte2 
Parte3

Segue adaptação:



"Ah...Que ruínas maravilhosas!

Em um lugar isolado por trás das montanhas, há um antigo assentamento de mineração da Nitchitsu, uma empresa mineradora que explorava carvão e mármore das minas de Chichibu no estado de Saitama, Japão. Nesse lugar viviam as famílias dos mineradores em meio à prosperidade daquelas montanhas ricas em minérios. Com apenas um banho comunitário e apenas um único comércio local, as pessoas deveriam viver com uma forte ligação umas com as outras. (A Nitchitsu comprou os direitos de exploração em 1937, e após extrair tudo o que havia de valioso nas minas, encerra a exploração comercial em 1978. NDT rusmea.com)
Nessa comunidade havia um colégio para as crianças chamada de Escola de Ensino Fundamental e Médio de Ogurasawa.

Logo após atravessar uma velha ponte (Imagem acima), saímos no pátio da escola que enche os nossos olhos com este panorama:
A visão da escola com as montanhas atrás, nos provoca um sentimento de misteriosa melancolia, como se fossemos cobertos de pura nostalgia. 
Brinquedos decadentes do playground, dão mostra do tempo que passou. 
Ali perto, subimos pelas escadas de um dos prédios da escola. 

O segundo andar era um ginásio que agora tem as coisas espalhadas em desordem. (A placa diz: "Está seguindo a regra? Andar sempre pelo lado direito dos corredores" NDT rusmea.com)
Vamos dar uma olhada na sacada. 
Há um corredor que leva ao prédio vizinho. 
Descemos pela escada e entro no prédio ao lado pelo térreo. (Fazer esse caminho é um tipo de regrinha do autor do post original. NDT. rusmea.com)
Por dentro do prédio há este longo e tenebroso corredor. 
Subimos as escadas ao segundo andar e temos uma sensação estranha de estar dentro de uma história de fantasmas envolvendo escolas... 
O corredor que não atravessamos antes, dá neste lugar aqui. 

Esta visão provoca uma nostalgia...Uma imensa nostalgia...
O corredor do segundo andar, é inesperadamente robusto e imutável. 
Desta sala de aula, restou apenas um imenso vazio... 
'Ande pelo lado direito' 
Apenas um velho órgão no meio da sala. 
A vista da janela. Aquela casinha parece que era o dormitório dos professores. 
A placa com a abreviatura de primeiro e segundo ano do fundamental. Parece que não havia muitos alunos. 
Ao lado há mais um prédio velho da escola. A imagem da escada central. 
Seria esta sala a de música?
Restaram ainda alguns os objetos da época. 
Este é um dos '7 mistérios' da escola Ogurasawa, a cada vez que se vem aqui, aquele quadro está em um lugar diferente...(Não quero pensar em nada além de outros exploradores! Riso For Cruzes! Riso For) 
Sala para ensino doméstico. (Ensinos dométicos é um tipo de estudo que abrange as áreas e as técnicas domésticas e familiares que vão desde a economia no lar a tarefas como corte e costura. O modo de ensino varia de escola para escola. NDT rusmea.com)
Indo até o fundo do corredor, há um degrau que leva ao outro prédio da escola. 
Tomando o corredor da esquerda do degrau, saímos do prédio. 
Torneiras ao fundo onde figura uma pintura feita pelos alunos.
De cabo a rabo, tudo é feito de madeira. 
Voltamos para dentro. 
Voltamos ao lugar a que chamamos inicialmente de 'prédio velho' da escola. 

A sala do prédio velho. 
Consideramos este o espaço máximo da escola Ogurasawa, pelo belo panorama da natureza invadindo a decadência da antiga sala de aula. No entanto a destruição está se acelerando nos últimos anos. (o que preocupa a esses exploradores se em alguns anos ainda existirá esse lugar. NDT rusmea.com)
Mais um dos nosso lugares preferidos, pois nesta sala já não há mais a alegria das crianças, restando apenas o tempo que não corre mais... 
Voltamos ao corredor do degrau onde há mais uma porta para o prédio e um 'getábakô' ou caixa para tamancos, Er...Armário para sapatos. (Foi mal! Me atrapalhei com a tradução aqui! Riso For rusmea.com)
Um corredor com teto alto. 

As plaquinhas de 'nada consta' e uma de advertência para o uso do aquecedor a querosene.
A maciez da luz espreitando pela sala com apenas uma cadeira como aluna... 
Mesmo nas ruínas que perderam a sua cor, ainda há o brilho de cores vivas. 
Voltamos novamente ao corredor do térreo. 

Aqui começamos a nos despedir da escola de Kokurasawa, finalizando este post.
Há momentos em que sentimos a presença de um deus das ruínas... 
...Sentir uma profunda emoção e nostalgia em um lugar abandonado como este, é sentir alguém que nos oferece esse sentimento. Nós o chamamos de deus das ruínas... 
...Nesta escola de Kokurasawa, existirá um deus assim, pois são ruínas que nos provocam um forte sentimento. 
Bônus:
Torres de aço enferrujado de cabos teleféricos são bacanas."

Ainda existem muitos lugares assim no Japão, já explorados e publicados pela web, mas nem sempre o rusmea.com aqui se atreveria a postar, pois nem todos possuem detalhes interessantes.^^'

Abrax^^

Assinatura: Não vá embora ainda!Passe na página inicial AQUI e confira outros posts!
Os emoticons espalhados pelo blog são sonoros, clique neles mas cuidado com o volume!
Lista de todos os Smyles sonoros AQUI

8 comentários:

Noite Sinistra disse...

Me gusta imagens de lugares abandonados...embora isso me cause uma certa tristeza que não sei explicar!!!

Rusmea R. M. disse...



Eu tenho postado essas publicações do Japão, pela raridade de materiais como este em Português e pela exploração em si, mas não consigo entender muito bem o que é tão interessante assim em lugares abandonados...OO'

(Um dia entenderei^^ Enquanto isso, vou postando mais dessas ruínas^^ kkkkkkkkkk^^)

Abrax^^

Silvio OMR disse...

Adoro post de lugares abandonados e este me deu arrepio , não sei porque , mas não iria ai sozinho ...

Rusmea R. M. disse...


Eu não passava nem perto de um lugar desses!OO'

Abrax^^

Rodrigo Barros disse...

Talvez eu seja um dos poucos críticos desse seu site, em relação ao tema locais abandonados. Não digo que não houve um motivo, mas abandonar uma escola, e eles que prestigiam tanto a educação, que em alguns anos conseguiu trazer toda essa gloria no ensino, descartar um lugar como esse. Parece que dar as costas para o passado, por talvez momentos difíceis no ensino japonês, é como se por um momento não dessem a minima, não ligassem para nada.

Rusmea R. M. disse...


Não acho que sejam críticas Rodrigo^^

Acho que são reflexões muito construtivas^^

É de arder os olhos...Não só a escola, mas a vila inteira onde esse colégio se encontra, foi abandonada...

É aquela coisa da ganância, mesmo sabendo que a exploração de minerais é finita, mesmo assim, criam "sonhos" para depois abandonarem...

Abrax^^

Rodrigo Barros disse...

É isso que eu andei, pensando, porque não simplesmente construir um dormitório, infelizmente a família ficaria longe, seria um sacrifício, mas pelo menos essas pessoas teria o que colocar na mesa e pagar suas contas por um tempo. Também imaginei isso, que percebemos que tem várias minas e cidades voltadas para minas, todas abandonadas, e porque, pelo simples fato de que isso é finito.

Rusmea R. M. disse...


Eu trabalhei no Japão com tecnologias que estavam nos seus últimos dias, como fitas VHS por exemplo...Tu precisava ver as promessas que as empreiteiras que contratavam funcionários faziam, ignorando ou ocultando completamente que de um momento para o outro, aquilo deixaria de ser comercializado...

Mas assim como há oferta e procura, há lamentavelmente também, entre "mortos e feridos", ruínas como essa... (Alguns dos alojamentos da empresa de VHS em que trabalhei, ficaram abandonados por anos...Não sei qual será a situação agora...)

Imagine os sentimentos de quem nasceu em um lugar desses...

Abrax^^