Ueba^^

Uêba - Os Melhores LinksUm mundo de conteúdoEstá no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!Tedioso: Os melhores links

segunda-feira, abril 29

Ambulatório-F - um lugar abandonado no tempo

Fonte


Cupinchas! Riso For 
Hoje compartilho com vocês, mais este lugar no Japão, provavelmente abandonado desde a Segunda Guerra Mundial! Riso For 
Assim como o Ambulatório-S que já postei aqui no rusmea.com, o lugar permanece intacto, mesmo com a visita desses exploradores, que não movem nada do seu devido lugar. Riso For 
O nome deve ser alguma abreviação do lugar e a localização exata não foi divulgada pela fonte.
Eu fico contente pra caramba quando acho coisas assim pra compartilhar! Riso For

♪ Tadeu e Tanaka...♫ Riso For ♪ Tokando baka...♫Riso For ♪ Pera esutorada...♫ Riso For ♪ Tokando o berante...♫Riso For

Segue adaptação:

"Em algum lugar na região de Shikoku, heis que existe o Ambulatório-F.  
Assim como o Ambulatório-S, a construção é de estilo comum antigo, como se o ambulatório fosse adaptado em uma casa qualquer, para atender a população naquele tempo.
Em todo o país, existem vários como este, mas o que se pode dizer de todos, é que não há como saber se são realmente clínicas, enfermarias ou ambulatórios abandonados, devido a essa "camuflagem" de casa simples de madeira.

No terreno, há um depósito anexo a construção principal, parecendo mais uma casa de agricultores do que uma enfermaria.

Na construção principal de dois andares é onde está localizado o ambulatório.

Rapidamente, me dirijo a entrada e entro no prédio. 
(Como já disse em outros posts sobre essas "visitas" informais a lugares abandonados, esses exploradores precisam ser rápidos, já que não lhes convém serem surpreendidos adentrando esses locais.Riso For NDT)

Logo na entrada, encontro uma cadeira bem velha, indicando que aqui era a sala de espera. Devido a que nesse dia o sol já estava caindo, dentro do prédio estava bastante escuro complicando a exploração.

Mais ao fundo, fica a sala de consultas.

Neste consultório médico, ou melhor, nestas ruínas, uma grande quantidade de objetos foram deixados. Penso que essa grande quantidade de itens ambulatoriais e remédios sejam da época da Segunda Guerra ou anterior. Para ser sincero, eu fiquei muito surpreso.

É muito raro encontrar tantos objetos históricos assim, é como se o tempo e o espaço tivessem parado neste lugar até os dias de hoje.

Quase tudo está coberto de poeira, uma amostra de quanto tempo o abandono tomou conta do local.

Cadeira, escrivaninha e prateleiras. Naquele tempo, aqui eram feitas as consultas e o trabalho de administração. Hoje resta com exatidão, o formato de como esse trabalho era conduzido.

Um porta remédios. A beleza desse objeto ressaltado pela luz, me causa uma grande emoção.


Um pouco de atenção a esta prateleira...

...Mostram os instrumentos e remédios bagunçados, que eram utilizados naquele tempo.

Eu acho que estes remédios eram daqueles que eram preciso quebrar a ponta para utilizar em injeções. (Apesar de ainda serem utilizadas, as ampolas são difíceis de se ver no japão, penso que por isso, o nosso explorador é hesitante na descrição do medicamento. NDT)

Agulhas de injeções. Enferrujadíssimas e de grande "calibre". 
Ser espetado por um troço desses, é morte certa.

Estes também são remédios do mesmo tipo.

Na gaveta da escrivaninha, se pode ver alguns aparelhos de injeção feitos de vidro.

Uma cadeira para consultas.

Porquê será que uma pia com espelho, logo na entrada do consultório, provoca de repente uma sensação sinistra? (Porque tu tá sendo observado manolo! Riso For NDT.)

Saindo do consultório, avanço ao fundo por um corredor escuro.

E então, heis que encontro uma sala de prateleiras com remédios, semelhante ao do ambulatório-S e ainda por cima, uma porção de coisas foram deixadas intocadas por todo esse tempo.

Na primeira prateleira, no lado direito acima, as letras de "remédio perigoso" em branco e vermelho, chamam a atenção.

Vidros transparentes que mesmo hoje em dia dão a impressão de higiene e algumas panelas.

Rolhas para tampar os vidros que parecem novinhas em folha.

As letras 'Risui' na plaquetinha do garrafão, seriam a abreviação de 'Seiri shokuen sui', soro fisiológico?

Latas enferrujadas em uma prateleira perto da janela, trazem a sensação do longo tempo de abandono.

Uma caixa de madeira para remédios. Está escrito: iodo, ácido arsênico, poli...(Ilegível. NDT)

As ampolas encontradas antes, também aparecem aqui.

Olhando a prateleira, se vê vários remédios organizados.

Um panorama que lembra um laboratório de ciências de escola. No momento em que estive lá, não percebi que havia um depósito de medicamentos logo ao fundo. É realmente uma grande lástima.

Uma tesoura enferrujada e um carimbo.

Alguma chaves que não faço ideia de onde eram utilizadas.

Os vidros de remédios organizados, refletem um brilho, mesmo estando longe dos olhos de visitantes por tanto tempo.

Uma lista de vitaminas e cardiotônicos escrita em papéis pregados na parede. Será que estão escritos aqui, todos os remédios do lugar?


Cheguei em outro quarto. Aqui parece ser a área de habitação. (Antigamente, o médico morava no consultório. NDT)

O local está muito carcomido.

Foi deixada a mobília e objetos do dia a dia. Ao encontrar tantas coisas abandonadas, mas intactas assim, me faz pensar o que raios fez o morador ir embora deixando tudo para trás. (O que me faz pensar, é como raios ninguém sequer moveu as coisas de lugar em tantas décadas de abandono?! Riso For  NDT.)

Um chapéu. Seria utilizado pelo dono da casa naquele tempo?

Opa?! Isto é incrível!! As marcas neste objeto aqui são das bandeiras dos países do eixo na Segunda Guerra Mundial!

As Potências do Eixo (em alemão: Achsenmächte, em italiano: Potenze dell'Asse, em japonês: 枢軸国 Sūjikukoku), foram um dos contendores da Segunda Guerra Mundial. Seus inimigos eram as forças Aliadas. O Eixo dizia-se como parte de um processo revolucionário que visava quebrar a hegemonia plutocrática - capitalista do ocidente e defender a civilização do comunismo.
As bandeiras dos países no cinzeiro são do Japão, a direita a Suástica Nazista, em seguida a bandeira da Manchúria (inicialmente, eu pensei que fosse a bandeira dos EUA) e a bandeira italiana. Causa uma pena muito grande um objeto de valor como este, ficar abandonado nessas ruínas a mercê da destruição.

O tempo que corria pelas ruínas, está parado para sempre.

A hora exata daquele tempo, paira até os dias de hoje.

Aqui é a cozinha com o chão de terra batido que não se vê mais nos dias de hoje. Chinelos Geta estão abandonados. (Geta são as legítimas avaianas de pauRiso For NDT)

Lá fora ainda está claro mas, dentro a escuridão é tremenda. Além disso, faz um tempinho que estou sentindo uma presença estranha, como se estivesse sendo observado. E a propósito, eu estou sozinho nestas ruínas. (To te dizendo! Riso For NDT.)

Como se trata de uma cozinha, há um local para preparo da comida daquele tempo. 
É uma cozinha "classe D" do tipo que se não for bem no interior do Japão, não se encontra algo similar. 

A propósito, a expressão "classe D" se refere as iniciais do navio de guerra britânico Dreadnought.
Quando o navio de guerra foi concluído, era um navio tão inovador que fez os navios de guerra existentes em todo o mundo tornarem-se obsoletos.
A partir desse navio, nasceram os encouraçados de alta classe.
Hoje em dia, algo super divertido, ou muito grande são expressados no Japão como de "classe D". 

(Pronuncia-se 'Do kyuu' em Japonês. Muito legal a nota didática do autor da matéria, eu mesmo rusmea.com, usava esta expressão e não sabia a origem. Riso For NDT.)

A fornalha com a lenha colocada, pronta para se fazer fogo. Será que os moradores se foram bem na hora do preparo da comida? 

Finalmente vou ao segundo andar da construção.

A escadaria.

Aqui também há muitos objetos abandonados.

Embrulhos de gaze, algo que não pode faltar em um ambulatório.


Um retalho de jornal do ano 13 da era Showa. O ano 13 do período Showa equivale ao ano de 1938 da era Cristã, alguns  anos antes iniciou-se o atoleiro do incidente Sino-Japonês.
Nesse ano de 1938, o governo Japonês promulgou a lei nacional de Mobilização, fortalecendo internamente o Japão para a guerra. Após isso, o Japão deu continuidade até o fim, a uma guerra sangrenta.
Estas ruínas, experimentaram como uma testemunha viva, as violentas convulsões sociais através do tempo.


Novamente surge algo muito interessante. Inicialmente parece um papel de embrulho qualquer mas, contém a marca da estrela e do sol nascente do antigo exército imperial, e a marca da âncora do exército do mar, expressando com muita clareza aquele período de guerra.

Vou averiguar o quarto dos fundos...

...E na gaveta da cômoda logo em frente encontro esses botões. As ancoras e estrelas são dos uniformes da antiga marinha, no entanto não tenho como saber se são verdadeiros ou falsos. 

Vazio. Quase não há móveis neste quarto.

Em um outro quarto as persianas destruídas permitem a entrada de luz.

Um memorandum com a metragem de raios X e a quantidade por dia de radioatividade a ser administrada. 

Deixei o segundo andar e vejo que se aproxima o momento de deixar estas ruínas.

Aqui na entrada encontro mais uma chinela. 
Em todos os lugares que visito, eu não tenho essa sensação, mas aqui, faz um bom tempo que sinto a presença de alguém. 
Realmente, parece que existe algo nestas ruínas...(Corre manolo! Riso For NDT.) 

Tenho a impressão de que alguém me observa da janela do segundo andar.

A razão para essas impressões, é que estas ruínas são um relicário de muito tempo e história. Um espaço com tanta densidade assim, provoca uma sensação de presença que não se pode ver. 
Os lugares famosos de aparições de fantasmas no Japão, também possuem um denso resíduo espiritual.
Aqui finalizamos mais esta exploração. 
E em uma aldeia nas montanhas de Shikoku, heis que encontro mais um excelente lugar abandonado."


Abrax^^

Assinatura: Não vá embora ainda!Passe na página inicial AQUI e confira outros posts!
Os emoticons espalhados pelo blog são sonoros, clique neles mas cuidado com o volume!
Lista de todos os Smyles sonoros AQUI

2 comentários:

Anônimo disse...

Considero essa matéria e a do Ambulatório-S, de longe, as melhores, entre todas desse gênero. Realmente, é algo incrível.

Rusmea R. M. disse...


Obrigado anônimo^^

Realmente, esses lugares são incríveis^^

Abrax^^