Ueba^^

Uêba - Os Melhores LinksUm mundo de conteúdoEstá no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!Tedioso: Os melhores links

quinta-feira, fevereiro 14

O eremita que esculpia penhascos

Fonte Fonte Fonte Via


Cupinchas! Riso For
Olha só que maneiro a história e as obras de Fouéré! Riso For 
Simplesmente demais! Riso For 
J'adore manger croissants au beurre! Riso For
Uh-lá-lá!Riso For

Segue:



Adolphe-Julien Fouéré nasceu em Saint Thal na França no ano de 1839. De sua juventude não há nada que se destacar. Em 1863, com 24 anos, foi ordenado sacerdote e lhe concederam a Rothéneuf, situado entre  Mont-Saint-Michel e o estuário de Rance, na Bretanha Francesa.

Adolphe Julien Fouéré


Em 1870 sofreu um acidente cerebral que o deixou surdo e mudo, portanto, incapaz de seguir exercendo seu ministério sacerdotal. Aceitando o que considerou um desígnio divino, se retirou como eremita a Costa Esmeralda, a uns 5 quilômetros da localidade de Saint-Malo.




Um grande aficionado a história, se embebeu durante anos da história local, na qual abundavam os mitos relacionados com piratas, contrabandistas e nobres sanguinários, muitos deles, relacionados diretamente com a Família Rothéneuf, conhecida em toda a área desde o final do século 16 e que inclusive, deu o nome a região.


O Clã Rothéneuf ficou conhecido muito além da Bretanha por seus atos e transgressões. Contrabandistas, ladrões e traficantes inescrupulosos que durante muitas décadas foram donos e senhores de toda a costa entre Mont-Saint-Michel e Saint-Malo, até que foram exterminados pelas tropas revolucionárias.
Inclusive existe uma lenda que conta que o chefe do Clã morreu lutando contra um monstro surgido da ondas.



Assim, apaixonado pela história do lugar e depois de quase 20 anos vivendo como eremita, Adolphe-Julien Fouéré decidiu um dia com cinzel e martelo na mão, esculpir as rochas que lhe rodeavam e plasmar nelas todos os personagens e seres que havia conhecido sobre a história de Rothéneuf.



O ex-sacerdote dedicou os últimos 20 anos de sua vida até a sua morte em 1910, a culminar sua obra monumental. E chegou a esculpir sobre as rochas dos penhascos, mais de 300 figuras, entre personagens de aspecto grotesco e criaturas fantasmagóricas.



Além de figuras esculpidas em baixo relevo na rocha, originalmente pintadas com cores vivas, Fouéré também esculpiu uma série de esculturas de madeira, entre elas um dragão, vários totens, figuras de santos e carrancas de proa, no entanto, as figuras de madeira desapareceram misteriosamente em 1940.


O "jardim de pedra" do eremita se estende ao largo de mais de 500 metros sobre os penhascos da costa e inclui desde figuras monumentais a conjuntos de esculturas de tamanho pequeno.
Quase todas as figuras foram realizadas sobre a base dos contornos naturais da própria pedra, cujas formas, cantos e recantos ele aproveitou para esculpir os relevos que em algumas ocasiões, transladou até a sua localização atual, tais pedras que por sua forma convinham aos seus propósitos.



Ainda que o lugar tenha estado abandonado durante anos, agora está reabilitado e em condições para visitas.
Para chegar lá, é preciso percorrer uns 5 quilômetros pela rodovia desde Rothéneuf e lá procurar as indicações até a praia.

Mais imagens de suas obras:

























Trecho do documentário L'homme de Granit:


Abrax^^

Assinatura: Não vá embora ainda!Passe na página inicial AQUI e confira outros posts!
Os emoticons espalhados pelo blog são sonoros, clique neles mas cuidado com o volume!
Lista de todos os Smyles sonoros AQUI

Nenhum comentário: