Ueba^^

Uêba - Os Melhores LinksUm mundo de conteúdoEstá no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!Tedioso: Os melhores links

quarta-feira, fevereiro 20

Cemitérios de Tana Toraja




Cupinchas! Riso For 
Olha só que diferente e estranho, essas tumbas na Indonésia...Riso For
Riso For Me faz pensar como esse mundo é gigantesco e com culturas tão diferentes em cada lugar, que um eventual mico chega a ser quase inevitável...Riso For
(Já pensou? Riso For  Abrir inocentemente uma dessas tampas e dar de cara com um morto? Riso For 
Vaaaaai pra luz!!! Riso For  Pra luz!! Riso For )

Não sei porquê, mas achei parecido com os hotéis-cápsulas do Japão...Riso For

Update: Nova matéria com um pouco sobre a cultura de Toraja

Segue:


Os Torajas são um conglomerado de povos que habitam a região montanhosa central da ilha Indonésia de Celebes. Os distintos grupos que compõe os torajas, somam uns 600 mil indivíduos e são predominantemente cristãos, ainda que haja uma minoria muçulmana e uns 10% dos Torajas conserva ainda as suas crenças tradicionais animistas.


As sepulturas de Toraja são bem distintas e por vezes, bastante elaboradas.
Onde quer que se viaje em Toraja, se verá esses túmulos, que são geralmente esculpidos na rocha.


A paisagem de Toraja está cheia de pedregulhos enormes, evidência de alguma erupção vulcânica cataclísmica há milhares de anos atrás. Observando de perto, se encontra que muitas dessas pedras têm 'portas'. 


As portas são as entradas para cofres onde os Torajans mantém os seus mortos. Os túmulos são escavados na rocha sólida a mão. Geralmente, um túmulo pode ser suficientemente grande para conter uma dúzia ou mais caixões. Estes túmulos na rocha são para as pessoas comuns, ou pelo menos aqueles que possam comprá-los, uma vez que esculpir um túmulo, pode custar vários búfalos.


Quando perguntado por que os Torajans gastam tanto nesses túmulos, o que pode custar muito mais do que uma casa, o guia Torajan explica que a sua crença, é que sua família vive nessas tumbas.
Elas são, na verdade, casas de vida após a morte como túmulos egípcios. 


Desde que a vida post-mortem dura um tempo muito longo, segundo a crença local, muito mais do que nossas vidas terrestres, os mortos precisam de 'casas' muito mais substanciais do que os vivos. Há também um aspecto prático, ao usar  as pedras como túmulos: Terrenos livres de pedras grandes, são um pouco limitados, então porquê perder uma valiosa terra fértil com cemitérios?

Nas portas de alguns túmulos, se vê chapéus pendurados, bolsas ou algum outro item pessoal deixado na borda em frente. 
Como com os antigos egípcios, os Torajans acreditam que seus entes queridos falecidos 'precisam' desses itens pessoais para usar na vida após a morte.
Por cima, ou ao lado das pedras, se pode ver pequenas estruturas em forma de casas tongkonan tradicionais. 

Estes são andores para transportar o caixão do lugar onde o funeral é realizado para o lugar do enterro. Um novo andor é construído para cada pessoa e utilizado apenas uma vez, em seguida, é deixado no local do túmulo. 
Ao contrário dos andores, os túmulos podem ser utilizados para mais de uma pessoa. 

Geralmente, eles são tratados como criptas familiares e podem ser preenchidos com dezenas de caixões durante muitos anos.
Os túmulos nas rochas são apenas a forma mais simples de enterro para os Torajans. 


Embora a velha realeza Torajan e classes superiores não tenham mais nenhuma função oficial, recebem ainda um tratamento de estrela na outra vida. 
Por outro lado, em vez de em pequenas pedras, os túmulos reais são esculpidos na face de grandes penhascos. 
Mas a grande diferença está no tau tau...


Além dos próprios túmulos, longas varandas são esculpidas na rocha sólida. 
Ao longo dessas varandas são colocados bonecos de madeira chamados de tau tau.
As estátuas tem cerca da metade do tamanho real ou um pouco maiores,são vestidas com roupas semelhantes a pessoa falecida que representam. 
Os braços das estátuas estão sempre estendidos, dando as boas-vindas aos descendentes e outros que chegam para visitar. 


Originalmente, os tau tau não se destinavam a ser representações exatas dos mortos, mas a tendência atual é fazê-los parecer mais com o saudoso falecido. Talvez as mais famosas tumbas de penhascos com tau tau estejam em Lemo, embora haja também algumas tumbas interessantes em Buntao.
Os tau tau, que se veem não são originais. Colecionadores europeus há muito tempo pagam enormes somas de dinheiro para comprar as estátuas originais das famílias dos mortos. 


Há ainda mais variações em práticas funerárias por Toraja. 
Perto, está a aldeia de marceneiros em Ke'te Kesu, um outro lugar de penhascos, mas ao invés de escavar túmulos na rocha, muitos dos caixões são colocados em plataformas suspendidas, pendendo sobre as faces das rochas. O raciocínio por trás dessa prática é evitar que ladrões roubem itens preciosos sepultados com os mortos.


O penhasco de Ke'te Kesu claramente tem sido usado por muito tempo. Alguns dos caixões despencam, arrebentando-se sobre os escombros abaixo do penhasco. 
Para conseguir espaço, os descendentes dos mortos tem recolhido esses ossos em grandes pilhas e deixados expostos.


Para baixo de Londa é que parece haver um outro túmulo de penhasco, mas aqui há duas cavernas que também são usadas para armazenar os caixões. Na parte da frente da falésia há uma enorme pilha de caixões. Os caixões são simplesmente deixados aqui para se deteriorarem e se destruírem, assim que a base da pilha de caixões é nada mais do que uma grande pilha de ossos. 


Dentro das cavernas, ossos e caixões são empilhados um pouco ao acaso em cantos e recantos. 
Uma mesma família tem usado essas cavernas por mais de 300 anos, razão pela qual há uma grande mostra  de caixões...

... e ossos...

Os túmulos de bebês:


Bebês que ainda não começaram a ter dentes são enterrados de forma diferente dos adultos. Em vez de túmulos de pedra, eles são sepultados em árvores


Um nicho é esculpido em uma árvore de grande porte, geralmente elevada acima do solo, e a criança morta é inserida no interior. 


Uma esteira é usada para cobrir o nicho, mas eventualmente a casca da árvore fecha sobre o furo e não sobra nenhum traço do bebê. 


Apenas algumas árvores são utilizadas para este tipo de enterro. São duas espécies que possuem seiva branca, já que o branco é uma cor 'Santa'.


É preciso pagar uma taxa de entrada para ver os túmulos.






Tumbas nas rochas:

Tumbas nas árvores:


Assinatura: Não vá embora ainda!Passe na página inicial AQUI e confira outros posts!
Os emoticons espalhados pelo blog são sonoros, clique neles mas cuidado com o volume!
Lista de todos os Smyles sonoros AQUI

6 comentários:

Nando Gerhardt disse...

Muito louco...dava até para morar num lugar desses...rsrsrsr

Rusmea R. M. disse...


Pois estou montando agora outra matéria que mostra as moradias desse povo^^

Como o material era muito grande, eu postei apenas as imagens no post acima^^

Acho que até amanhã vou lançar esta matéria sobre as casinhas deles^^

Muito show!^^

Obrigado pelo comment^^

Abrax^^

silvio ........ disse...

obra de arte
aguardndo o outro post !!!

Rusmea R. M. disse...



Hehe^^

Nesse outro post, também vai figurar a visita aos singulares túmulos...

Mas é notável outros aspectos dessa cultura toraja, que por mais que dê a impressão de viverem em torno dos funerais dos antepassados, é também rica em outras coisas^^

Estranho e bonito...

Abrax^^

Noite Sinistra disse...

Aguardando também...rsrsrs

Rusmea R. M. disse...


Pronto!^^

http://www.rusmea.com/2013/02/indonesia-um-passeio-por-toraja.html

(Puf, puf...^^')

Abrax^^'