Ueba^^

Uêba - Os Melhores LinksUm mundo de conteúdoEstá no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!Tedioso: Os melhores links

segunda-feira, fevereiro 11

Cabaret du Néant - precursor do efeito fantasma

Fonte Via



Bem vindo, ó viajor fatigado, ao reino da morte! Entre! Escolha seu ataúde e sente-se ao seu lado!

Com essa frase, uma voz oculta e cavernosa dava as boas vindas aos visitantes do Cabaret du Néant, e lhes convidava a se acomodarem na sala de intoxicação para, entre velas, ataúdes e esqueletos, passar uma noite nos limites da morte. Riso For 

Cupinchas! Riso For 
Não podia deixar de compartilhar esta deliciosa curiosidade sobre um dos efeitos de mágica, ainda hoje utilizados em shows itinerantes pelo interior do Brasil! Riso For 

C'est Magnifique! Riso For  Uh-lá-lá! Riso For 

Segue:
Quando ouvimos as palavras Cabaré e Paris, imediatamente nos vem a mente lugares de diversão e luxúria.
No fim do século 19, outras correntes circulavam análogas a diversão na sociedade parisiense. O crescente culto a morte e ao ocultismo, florescia nas capitais Europeias entre as classes altas.
Não havia reunião nem jantar da sociedade sem a sua posterior sessão espírita na mesa e assim, em busca de lugares para reuniões adequadas para os adeptos de novas ciências estranhas a época, nasceram em Paris uma série de peculiares cabarés.


Na história dos cabarés, provavelmente os dois mais famosos são o Folies Bergère e o Moulin Rouge, respectivamente fundados em 1869 e 1889. Todos os cabarés eram locais um tanto bizarros, embora alguns sejam talvez mais peculiares do que outros.

Três desses lugares eram ainda mais bizarros do que a maioria em Paris:
Cabaret de l 'enfer (Cabaré do Inferno) 
Cabaret du Ciel (Cabaré do Céu)
Cabaret du néant (Cabaré do Nada ou da Morte)


O Cabaret du Néant foi fundado no ano de 1892 por um tal Dorville e era localizado no número 34 do Boulevar de Clichy, em Paris. Se conservam numerosas fotografias do lugar, graças a Eugêne Atgest (1857-1927), que se dedicou a retratar as cenas mais mórbidas daquele escuro lugar parisiense.



O cabaré estava distribuído em diferentes salas que se podia acessar por escuros e apertados corredores. Os nomes das salas e sua decoração dependiam dos atos ou espetáculos que nelas se representavam, por exemplo, encontramos a sala de intoxicação, que vinha a ser mais ou menos o bar do cabaré, onde  estátuas sinistras decoravam as paredes que sob a iluminação tênue de velas penduradas em candelabros de ossos, davam ao lugar um ar carregado e sinistro.


Outra sala era conhecida como sala de desintegração, alí representavam alguns espetáculos, todos eles relacionados com a morte. O mais conhecido era o "Pepper's Ghost", em que uma pessoa escolhida entre o público, se transformava ante o olhar atônito do resto dos espectadores, em um esqueleto.
Isso se conseguia mediante um efeito óptico criado com luzes e espelhos, algo bastante criativo para a época.




Na imagem acima, vemos um "fantascópio" usado para iluminar o personagem no efeito de "pepper's ghost.
Para evitar um mal entendido, o "fantascópio" NÃO é a projeção do fantasma, mas sim, uma iluminação sobre um ator real, vestido como um fantasma. 
Pela reflexão na placa transparente, o público vê o fantasma mas também, ao mesmo tempo, vê o ator com a sua espada através do vidro.
Acho que a imagem abaixo mostra com mais clareza:











Quem não lembra do ônibus da mulher gorilaRiso For  Vídeo dela no final do post Riso For 



Havia outras salas como a cova das ofensas ou a cova dos espectadores alegres, todas elas decoradas do modo mais macabro imaginável, nas quais representavam espetáculos com nomes muito curiosos como
"O fim do mundo", "Viajem a Liliput", O cabaré ruidoso", "O lobo branco", O rato morto" ou "Os raios X", ali se rendia a cada noite um culto particular a morte, pela mão de obscuros artistas e personagens da noite.


Mas há outras histórias mais sérias que circulam sobre o cabaré: Há quem diga que muitas das noites "apareciam" atores sinistros que não pertenciam ao mundo dos vivos, ou quem fosse ver, não vivia muito tempo depois daquilo. O culto a morte existe desde que o homem é homem e desde então, se tem adaptado as necessidades e aos avanços da sociedade.
O Cabaret du Néant é possivelmente um dos melhores exemplos disso.

Cartão do Cabaret de l 'enfer

Cartão do Cabaret du néant

Cartão do Cabaret de l 'enfer

Só para dar uma ideia do efeito:



Abrax^^

Assinatura: Não vá embora ainda!Passe na página inicial AQUI e confira outros posts!
Os emoticons espalhados pelo blog são sonoros, clique neles mas cuidado com o volume!
Lista de todos os Smyles sonoros AQUI

Nenhum comentário: