Ueba^^

Uêba - Os Melhores LinksUm mundo de conteúdoEstá no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!Tedioso: Os melhores links

segunda-feira, janeiro 7

Rikuo - a Harley-Davidson fabricada por farmacêuticos...

Fonte Fonte Fonte Fonte Fonte Fonte Fonte Fonte Fonte Fonte Fonte Fonte Fonte Fonte Fonte

Riso For Pessoal! Deu erro aqui no blog, e acabei excluindo a postagem original...
Riso For Estou recolocando aqui a matéria sobre a moto. Peço sinceras desculpas pelo transtorno.

Cupinchas! Riso For 
Quase que desisto de fazer este post devido a quantidade de informações conflitantes sobre esta lenda em duas rodas...
Só pra se ter uma ideia, as wiki em Japonês e Inglês não entram em acordo com as datas de produção, continuação, etc. Riso For 
Optei então por cruzar as informações dos blogs, sites e da wiki em Japonês para compor a deliciosa história da "Rei dos Continentes" a Rikuo! Riso For

Segue:

Rikuo modelo de 1933 4 válvulas laterais V twin 1200 cc 



Desde o período Taisho (1912 - 1926) existia a importação de motos para uso particular no Japão. Principalmente as motocicletas de grande potência como as Harley-Davidson e as motos Indian, no qual, o exército Japonês tinha interesse no seu uso para fins de reconhecimento, comunicação etc.


No período Showa, Iniciou-se no País um aumento na produção nacional de motos e triciclos, onde o governo Japonês junto com o exército iniciou um movimento para promover a admissão de produtos nacionais.


E como medida para beneficiar a produção nacional, as motos importadas tinham um valor de imposto elevadíssimo, colocando-as a preços proibitivos e intimidando o mercado de importações.


Em 1933, a empresa que importava as motos Harley-Davidson era a indústria farmacêutica Sankyou (Atualmente tem o nome de Daiichi Sankyou site da empresa NDT) como uma estratégia de diversificação de negócios e com o nome licenciado de Dabittoson Haarei Mootaa Saikuru Com. Ltda.



A empresa em uma tentativa de driblar a lei de altos impostos sobre importações colocada como medida de beneficiamento de empresas nacionais, solicita a Harley-Davison dos Estados Unidos a autorização e apoio para a fabricação da moto no Japão.


Inicialmente, a Harley não ficou muito interessada nessa proposta, mas como havia sofrido com a grande depressão de 1929 e estava quase a beira da falência, decidiu fazer um acordo com as autoridades Japonesas, com a justificativa de ser o momento de atualizar as instalações para um novo modelo de motocicleta.



Sob as condições de produzir motores com válvulas laterias, todo o ferramental ser concedido ao Japão e a não exportação dos veículos produzidos para fora do País, a moto Rikuo não era uma cópia e sim  um legítima Harley-Davison fabricada sob licença.


Em 1934 foi iniciada a produção oficial do modelo 34 Harley-Davidson VL 1200 cc seguida pelo modelo R 750 cc no ano seguinte.

Rikuo VLE 1200 1959

Com motor de 4 tempos, 1200 cc, válvulas laterais, motor em V.
Produzia 28 cv de potência e chegava a uma velocidade máxima de 97 km por hora.
O modelo R 750 cc considerada um modelo pequeno, teve grande aceitação pelo público Japonês de pouca estatura, que eram maioria naquela época.

Rikuo RQ750 1957

Os Japoneses com pouca estatura e leves como eram, tinham dificuldade em fazer funcionar o enorme motor da Rikuo.
Eles usavam então, uma técnica que consistia em subir com os dois pés no pedal de partida e baixar com todo o peso do corpo em um só golpe.
Confira o mini-tutorial no Rusmegráfico Riso For 

Riso For Rusmegráfico:










Em 1935 a empresa muda o nome para Sankyou Nainenki (Sankyou motores a combustão interna) 
e para melhorar a imagem como um produto Japonês, batizaram-na com o nome Nipônico de Rikuo.



Naquele tempo, havia um gerente da empresa, formado pela Universidade de Keio, cujo hino da escola (Wakaki Chi) tinha um verso que falava do Rei do Continente (Rikuo) sendo esta a principal versão para a origem da marca. 


Mais tarde, a empresa muda o nome novamente para Rikuo Nainenki (Rikuo Motores a combustão interna) e produzia mais de 1000 motos por ano.



O Exército do Japão desenvolveu sobre a base da Rikuo, diversos modelos com side-car que foram amplamente utilizados na segunda Guerra Mundial.

Esta Rikuo participou do filme de guerra "Okinawa Taisen".
Ironicamente, a palavra "Patriotismo" em Japonês se destaca no tanque da moto originalmente Americana... 
Entretanto, por mais que o ferramental e a tecnologia de fabricação fosse Americana, a Rikuo não conseguiu superar a Harley-Davidson Americana em termos de qualidade.
(Sendo famosa por ter eternos vazamentos e uma tendência crônica a corrosão. NDT)



A falta de materiais para sua produção na Segunda Guerra, piorou ainda mais a qualidade das motos produzidas naqueles anos.
Em 1945 a moto teve a sua produção paralisada, sendo retomada logo após o término da guerra.


A produção continuou mas, o período de confusão do pós guerra não permitia um canal de vendas para motos de grande porte, o que levou a Rikuo Nainenki a falência em 1949, no entanto a empresa de aviões Showa Aircraft Com.,Ltda. segue produzindo a moto sob o nome de Rikuo Mootaa Saikuru.

Rabo duro (Hard Tail)
Ainda, no início de 1950, o Japão rapidamente copia as motos leves da Inglaterra e da Alemanha, fundando novas empresas. Como a Rikuo não teve evoluções desde antes da guerra, acaba por ser excluída do mercado e indo para o nicho apertado de motos de grande porte.

Câmbio de 3 marchas com a embreagem no pedal
Por esse motivo em 1952, a empresa começa a fabricar além da Rikuo, outros modelos de motos de médio e pequeno porte. Mas isso não bastou para manter a competitividade no acirrado mercado de motos famosas e sem nome na loucura industrial da década de 50.


Ainda houve conflitos na gestão de trabalho levando a estagnação das vendas onde finalmente teve a sua produção definitivamente encerrada em 1959.
A Rikuo Mootaa Saikuru abre falência em 1960.


Detalhes adicionais:

Jokichi Takamine, o primeiro presidente da Sankyou, é mundialmente conhecido por ter isolado e purificado com sucesso a adrenalina.



A Harley-Davison não divulga esta conexão com o Japão sobre a produção da moto, pelo fato dos Japoneses terem sido auxiliados em técnicas de desenvolvimento de produção em massa pela introdução dessa fábrica no Japão, antes da Segunda Guerra Mundial.



Para quem quiser ver mais imagens das motos Rikuo, eu deixo um link para pesquisa no Google com as palavras chaves Riso For 

Vídeos:


Um detalhe interessante deste vídeo é que o dono se despede emocionado da moto:



Não conhecia essa moto e sua história? Riso For  Então curte! Riso For 

Conhecia?! Riso For  Não curte ué? Riso For 

Abrax^^

Assinatura: Não vá embora ainda!Passe na página inicial AQUI e confira outros posts!
Os emoticons espalhados pelo blog são sonoros, clique neles mas cuidado com o volume!
Lista de todos os Smyles sonoros AQUI

Um comentário:

Rusmea R. M. disse...

Muito obrigado pelos comentários^^

Abrax!^^