Ueba^^

Uêba - Os Melhores LinksUm mundo de conteúdoEstá no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!Tedioso: Os melhores links

segunda-feira, janeiro 28

A comida espacial da NASA

Fonte Fonte Fonte Via Via


Cupinchas! Riso For 
Só para não perder a linha culinária deste blog, hoje eu compartilho a comida espacial da NASA Riso For 
Com um efeito muito interessante na postagem em si: 
O site original thefoxisblack, postou, o Karapaia do Japão adicionou mais informações e eu traduzi e coloquei um vídeo do astronauta Brasileiro Riso For 
Por cada lugar que esta postagem passou, ela aumentou o conteúdo e as curiosidades! Riso For
Pena não citarem detalhes de cada comidinha! Riso For 
DILIÇA! Riso For

Segue:

Projeto Apolo 1968-1972


"A responsabilidade de inventar as refeições dos astronautas dos EUA cai sobre os ombros da NASA Space Food Systems Laboratory (SFSL)  Sua missão é ".. providenciar sistemas de alimentos de alta qualidade em voo que sejam convenientes, compatíveis com as exigências fisiológicas e psicológicas de cada membro da tripulação, atendam requisitos de interface de cozinha das naves espaciais e sejam fáceis de preparar e comer na ausência de gravidade do espaço."


Essas necessidades são limites rígidos na composição da dieta de uma astronauta e ainda um outro fator entra em jogo: a degradação do paladar na ausência de gravidade.
Alimentos com sabor suave e insípidos, até mesmo os astronautas que admitem não apreciar comidas ardidas, se pegam estendendo a mão para a garrafa de molho picante. Alguns dias em uma missão e os astronautas perdem o seu sentido de cheiro no espaço e alimentos em geral, não ficam com o sabor ao ponto.



Eu não consegui descobrir por que exatamente os astronautas perdem o seu olfato no espaço, mas só posso imaginar os fluidos em seus corpos ficando todos bagunçados enquando se está flutuando delicadamente no espaço.
Para compensar essa sensação, a Food Systems Lab preparou uma enormidade de alimentos embalados com sabores picantes. Eles têm até mesmo comidas criadas para viajar ao espaço chamadas de Wolfgang Puck, Emeril Lagasse e Rachel Ray
Comer no espaço parece ser muito divertido. É muito mais fácil brincar com a comida na ausência de gravidade. Embora, pareça um pouco mais difícil iniciar uma luta de comida." Texto adaptado do  Thefoxisblack.com

Descrições das comidas pelo Karapaia:

A comida desenvolvida para o projeto Mercury 1961-1966

A comida sólida era em pequenos blocos e tubos com consistência de patê complementavam o rango. Estavam em plena corrida espacial com a Rússia, sendo preciso permanecer por longos períodos no espaço, onde era preciso tragar a nada apetitosa comida espacial. 
Jhon Young extremamente insatisfeito, contrabandeia um sanduíche de peru para comer no espaço. Essa sua atitude resultou em um problema devido ao perigo de sujar e danificar os delicados instrumentos da nave e ainda havia o perigo de uma intoxicação alimentar, porém foi reconhecido que a comida influenciava diretamente na moral dos astronautas e desse episódio em diante, a comida passou por melhorias.

Projeto Apolo 1968-1972


Foi introduzido o sistema de água quente, sendo então possível refeições reidratadas. O cardápio ficou um pouco mais variado. Os astronautas na época consumiam 2800 kcal por dia.

A comida espacial saboreada em terra para o treinamento do projeto Skylab 1973

Como faziam experiências biomédicas no projeto, o tipo de comida era detalhadamente controlada. Metade da boia era desidratada, o resto eram comidas com estabilização de temperatura para recosimento, alimentos com a forma natural, comidas liofilizadas e alimentos irradiados. Foi introduzida a utilização de garfos, facas e colheres porém, como tudo ficava em suspensão, cada pacote de comida, bandejas e talheres eram projetados para serem fixados na mesa por cintas.(Hoje em dia também contam com imãs.)

Projeto Skylab - Batendo um PF na imagem acima.

Comida do ônibus espacial
Uma parte do cardápio era de comida encontrada em qualquer super-mercado, praticamente todos os alimentos tem a forma natural (Finalmente os alimentos tinham cara de comida ) Se aproximando bastante com a comida saboreada na terra.

A comida da estação internacional
Desde que as nações se uniram neste projeto, os centros de desenvolvimento espacial de cada país envolvido, preparam a marmita espacial.

A comida espacial atualmente tem os mesmos ingredientes e temperos usadas no planeta terra.
Atualmente os alimentos são praticamente os mesmos que se comem em terra. O cardápio ficou ainda mais diversificado. Produtos vendidos em qualquer lugar podem ser levados ao espaço, além da comida embalada a vácuo, desidratada, alimentos semi-secos, com a forma natural e frescos como verduras e frutas. Os temperos são os mesmos que consumimos por aqui, como sal, pimenta, catchup, mostarda, maionese etc. Entretanto, o sal e a pimenta são em forma liquida para não se espalharem na "gravidade zero".

Bebidas (pena que não tem cerveja Riso For Ouvi um boato que na soyuz Russa, tem vodka Riso For)
No bom e velho estilo Tang, os drinques são solúveis, bastando adição de água no espaço. 
Usa-se canudos com válvulas abre-fecha para sorver as bebidas. Pra beber água, usa-se um vasilhame qualquer, enchendo-o com a água reciclada da nave ou estação espacial.

Alimentos com temperatura estabilizada para recozimento 
Comida liofilizada
Bônus: Comida saboreada por astronautas Japoneses (Miojo na imagem abaixo)
Ao embarcar numa missão espacial, o astronauta pode escolher algumas comidas preferidas para levar, além da "comida espacial Japonesa" e da comida normal da nave.
A quantidade é preparada não só para o consumo exclusivo do astronauta, mas sim, para toda a tripulação. Sendo uma ferramenta de comunicação para ambos os lados na hora da boia.

O astronauta Japonês Noguchi, apresenta o seu bandejão espacial:



Começando pelos talheres, que incluem os tradicionais palitos, o café da manhã de Noguchi, é composto por suco de grape fruit, ovos mexidos, brotos de feijão com cogumelos e tortillas. 
Ele ainda apresenta o tradicional arroz com curry, muito consumido no Japão, bolinho de arroz com salmão (onigiri), complexo vitamínico em gelatina, maionese e aceto balsâmico como temperos etc.

Marcos Pontes explica como é esse delicioso momento no espaço:



DILIÇA! DILIÇA! DILIIIIIIÇA! Riso For

Abrax^^


Um oferecimento de:
Noite Sinistra 
Noite sinistra

Um oferecimento de:

ROCK'N TECH


Assinatura: Não vá embora ainda!Passe na página inicial AQUI e confira outros posts!
Os emoticons espalhados pelo blog são sonoros, clique neles mas cuidado com o volume!
Lista de todos os Smyles sonoros AQUI

Nenhum comentário: