Ueba^^

Uêba - Os Melhores LinksUm mundo de conteúdoEstá no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!Tedioso: Os melhores links

domingo, novembro 18

Métodos e ferramentas de execuções Japonesas...

Fonte Fonte Fonte 
Fonte Fonte Fonte
Fonte Fonte Fonte 
Fonte Fonte Fonte
Fonte
Help1 Help2
Ultra-help

Cupinchas...Sofri para compilar esta lista...Além da dificuldade em conseguir informações, eu tive que ver muita imagem feia como na outra lista que fiz sobre métodos de tortura e suas ferramentas...

As informações deste post são traduzidas e adaptadas com algumas palavras minhas. Lembrando que se trata de uma lista mais ou menos resumida com imagens fortes suprimidas.
Espero que entendam que eu não tenho a menor intenção de criar polêmicas, muito menos de querer dividir opiniões.
Eu só desejo compartilhar informações. Riso For 

Segue:

O motivo que levava a uma execução variava conforme os períodos, mas basicamente a pena de morte em tempos antigos era aplicada contra salteadores, assaltantes a mão armada, vigaristas, assassinos...
Mesmo o furto era punido com a morte se o valor do roubo chegasse a 10 patacas de ouro.
Ainda se o ladrão fosse reincidente e antes tivesse 2 roubos fichados, era automaticamente condenado a pena de morte por decapitação.



Na pena por decapitação no caso do crime ser grave, o condenado era humilhado publicamente sendo exibido a cavalo ou em padiola por toda a cidade. Após a execução, tinha seu corpo utilizado para avaliação de lâminas (Tameshi giri 試し斬り) seus bens eram confiscados, não era permitido que seu corpo fosse velado nem enterrado e por último, tinha sua cabeça pregada em um tipo de pedestal por 3 dias como exemplo.

Neste link está a imagem de um "Uchikubi" real
(Cabeças em exibição) de 1870.
Advirto que a imagem é feia e só clique no link se tiver certeza.

"Sarashikubi no daiza" Pedestal onde exibiam as cabeças decepadsa dos criminosos

No inicio do período Edo foi utilizado o "Ikidou Dameshi" que consistia em testar as lâminas de espadas com criminosos vivos. O modo mais conhecido dessa execução, consistia em amarrar o individuo vendado de bruços sobre um monte de terra, onde 2 Samurais cortavam-lhe o tórax e o pescoço ao mesmo tempo.




Existiram aproximadamente 10 modos de execução "Ikidou" dentre eles o "Tachigesa" onde o criminoso era literalmente partido ao meio estando ele em pé, o "Suegesa" onde sentavam o condenado e o executavam por esse método, o "Dakigesa" com dois criminosos abraçados e sentados tendo seus tórax cortados, o "Kasanêgesa", igual ao anterior com a diferença que o bandido abraçava um cadáver e ainda o "Mukaigesa" que consistia em vendar o criminoso e fazê-lo andar em direção ao verdugo enquanto este se aproximava e decepava-lhe o tórax com um único golpe.
De tão inacreditável, o "Ikidou" era quase uma lenda...
Mas a fonte desta informação diz possuir uma coleção de livros de espadas que mostra com detalhes e desenhos que estes métodos de execução sem dúvida existiram.

Outros métodos e suas ferramentas:

Haritsukê
Crucifixão



Decidi usar essa palavra acima para diferenciar de Crucificação.
Consistia em pregar o bandido em uma tábua ou coluna e ser executado por lanças em público. Foi empregado este método nos períodos KamakuraMuromachi até o período Sengoku.


Ushizaki 
Desmembramento por bois
Kurumazaki
Desmembramento por carroças






Utilizado nos períodos Kamakura, Muromachi e Sengoku, consistia em amarrar os braços e as pernas do criminoso em 2 ou 4 bois ou carroças e faze-las correr para desmembrar o condenado.

Kushizashi
Empalamento



Períodos Kamakura, Muromachi e Sengoku, consistia de inserir no bandido ou prisioneiro de guerra, uma estaca pontiaguda ou lança e deixá-lo para morrer no campo de batalha ou em praça publica.

Kamayudê
Execução em óleo fervente

Imagem de uma representação teatral
O Kamayudê era uma execução que consistia de um grande caldeirão com água ou óleo fervente onde cozinhavam o criminoso até a morte. Períodos Kamakura, Muromachi e Sengoku. Era uma execução reservada a salteadores e bandoleiros.

Nokogiribiki
Serrote





Aplicados nos períodos Kamakura e Muromachi, consistia em decapitar o individuo com serrotes de péssimo corte ou até mesmo com serrotes feitos de bambu, tudo para aumentar a agonia do prisioneiro.
Não pude averiguar se esta informação que encontrei em um comentário está correta: "O individuo era preso numa caixa e deixado na beira da estrada. Cada transeunte pegava o serrote e feria um pouco o pescoço do bandido."

Hizemê
Fogueira




Método de execução com requintes de tortura. Assim como na Europa da idade média, consistia de queimar o individuo na fogueira.
No Período Edo, incendiários eram executados por esse método. Após serem exibidos por toda a cidade, o criminoso era levado a um lugar de execuções e amarrado em uma pira de madeira. As cordas que prendiam o condenado eram enlameadas para evitar que queimassem de imediato.

Kouzaibashirá . Daikensui . Shokensui
Coluna de enforcamento com Pesos grandes e pesos pequenos






Utilizado do ano 3 ao 6 do Imperador Meiji em tempos mais recentes (1868-1912) consistia em prender o criminoso em uma coluna, amarrar uma corda em seu pescoço que passava por um buraco e com pesos grandes de 49 quilos ou pesos pequenos de 26 quilos o condenado sofria um lento e agonizante enforcamento. O suplício longo e atroz a que era submetido o condenado, pode ter sido o motivo do curto período de utilização e da abolição total deste método de execução.

Jusatsu
Fusilamento





Desde que foi introduzido o arcabuz no Japão por volta do ano 1543, o fuzilamento passou a existir.
Não é preciso falar que esse método de execução foi amplamente utilizado na segunda guerra mundial.

Kubitsuri
Enforcamento





O atual método de execução no Japão.
O cadafalso antigo em que eram executados os condenados, apesar de ser muito parecido com o antigo modelo Americano, nem sempre possuía alçapão móvel, mas sim um buraco onde o preso era empurrado.
Atualmente as execuções são privadas e apesar de variar um pouco de estado para estado, ocorrem no interior de um prédio de 2 andares e usam 6 metros de corda. (Esse método atual de enforcamento,merece um post exclusivo)

Devido a que a web Brasileira está bem rica de informações sobre as assombrosas decapitações na segunda guerra mundial, achei desnecessário a inclusão dessas informações nesta lista.

Bônus:


Série de assassinatos intriga a polícia no estado de Hyogo. 

Os métodos de execução da Máfia Japonesa, a Yakuza, variam de facadas, golpes de espada, armas de fogo...
Mas o método mais conhecido e portanto temido, é o de colocar a vítima ainda viva ou morta em um tonel, encher de cimento ou pedras e jogar no mar.

Meditemos...

Abrax...

Assinatura: Não vá embora ainda!Passe na página inicial AQUI e confira outros posts!
Os emoticons espalhados pelo blog são sonoros, clique neles mas cuidado com o volume!
Lista de todos os Smyles sonoros AQUI

Nenhum comentário: