Ueba^^

Uêba - Os Melhores LinksUm mundo de conteúdoEstá no seu momento de descanso né? Entao clique aqui!Tedioso: Os melhores links

quarta-feira, agosto 26

Floresta dos Suicidas - O Outro lado do Jukai


Cupinchas!

Não podia deixar de compartilhar com vocês este vídeo com base em uma matéria daqui do rusmea.com^^

sexta-feira, agosto 7

7# youtube.com/user/inoxloxlayer - SSA - Causos do Rusmea - Promessas Não Cumpridas e o Radialista


Cupinchas, conheçam o meu canal de vídeos no youtube Riso For youtube.com/user/inoxloxlayer

Há muitos e muitos anos, o já conhecido empesteado agiota, RUSMALINO VEADRADO, fez um trato com um radialista local de nome MARCONI FARAMOND, de que ia entregar um artigo sobre VIAGEM ASTRAL para ser declamado na pequena rádio Batoví, uma rádio local com um alcance de 50 quilômetros, um prodígio da tecnologia.

Veadrado: "-Então tá tchê! Eu preparo o texto sobre Viagem Astral!"

Marconi: "-Então tá tchê! Me prepara mas não vai me 'roer a corda!' (roer a corda=dar o cano, faltar com a palavra)

Veadrado: "-Então tá tchê!

Marconi: "-Então tá tchê!

Mas acontece que o xexelento Veadrado por ser uma baita patife, não cumpriu com sua palavra, caso contrário nem apareceria neste causo...

Marconi, prostituto da cara com o não cumprimento do trato, botou a boca no trombone através da rádio, contando o ocorrido à toda a aldeia de São Gabriel que ao saber que mais um salafrário havia quebrado outra promessa, foi às ruas à procura de Veadrado encontrando-o bem no meio da ponte do Vacacaí.

Veadrado estava em encurralado...De um lado da ponte, aldeões armados com foices e facões bradando: "Capa!!!" Do outro, aldeões com tochas vociferando "Aleija!!!!"

Nosso herói não pensou duas vezes...Na verdade pensou trezentas, pois sua única saída era extremamente desencorajadora, já que odiava banho, ainda mais frio e morria de medo de altura além de que não sabia nadar...

Mas entre a curra e a surra já previstas, nosso herói decidiu fazer o salto ornamental de sua vida, que para encurtar o tamanho do salto (O salto magnífico, será detalhado em outro causo ou não...) , passamos para o momento em que o agiota esmulambado toca a água, afunda, se afoga e é resgatado por um morador de debaixo da ponte Chamado Matias Formosura.

O salafrário se safou desta vez, muito mais pelo encanto do seu excepcional salto do que pelo grito que deu enquanto saltava. Os aldeões deixaram passar...Desta vez...

Depois desta, Rusmalino Veadrado nunca mais tratou e não cumpriu...

Este é um causo de ficção, qualquer semelhança com a vida real terá sido mera coincidência!^0^

(Conto publicado em 25 de julho)

Cupinchas, conheçam o meu canal de vídeos no youtube Riso For youtube.com/user/inoxloxlayer

Segue explicação sobre a origem deste causo:

sábado, julho 18

6# www.curionautas.com.br - SSA - Causos do Rusmea - O jornaleiro e o Pito Aceso


Cupinchas!^^

Há muito e muitos anos em uma aldeia distante lá nos confins dos pampas gaúchos, havia uma aldeia chamada São Gabriel onde nela vivia um jornaleiro chamado MELQUÍADES FERDINAND que mantinha uma banquinha de jornal no alto da subida do forte, em frente ao colégio Marechal Deodoro, sob os pés da estátua do Arcanjo Gabriel.

Apesar de que MELQUÍADES era mais ou menos honesto e cumpridor de suas obrigações, ele tinha uma compulsão por jogo, fonte de um crônico acabrunhamento já que contraíra dividas do já conhecido agiota, Rusmalino Veadrado, célebre mal-feitor cuja catinga do sovaco anunciava sua aproximação horas antes da sua chegada - Só pra vocês terem uma ideia do calibre do abominável usurário.

Certa feita, o mefítico Veadrado com seus brutais asseclas, foi ter com MELQUÍADES visando a cobrança da estrondosa dívida, mas ao sentir o aroma de Veadrado, nosso pobre herói em fuga e desesperado, escalou o pedestal onde se encontra a estátua do anjo padroeiro da cidade e lá de cima bradou para que toda a população ouvisse:

"Até o domingo que vem, hei de upar no Youtube o vídeo especial... 'O Manuscrito 512: Cidade Perdida no Brasil ou Fábula Arqueológica?', que será bem longo e enriquecedor" E virando-se lá do alto para Veadrado: "do jeito que vosmecê gosta! Óh querido, perfumado e lindo Rusmalino!!!"

Update: Em nota, O Mateus declarou que o vídeo especial do Manuscrito 512, não será publicado neste domingo...

O povo se entreolhou e meio sem saber do que se tratava no início, começou a bater palmas aumentando gradativamente para vivas e terminando em gritos de urra e muita festa, inclusive aplaudiram de forma eufórica, os asseclas desdentados do agiota catingoso e este por sua vez, minha nossa...De tão alegre rolou pelo chão espumando pela boca de tão contente.

Mas nem tudo são flores neste causo como podem imaginar... O jornaleiro momentaneamente aliviado de sua preocupação, passou aquela semana inteira jogando bocha com seu cupincha alcoólatra, o semi-japonês Roshio Tsuzuki. Claro que para variar, nenhum vídeo especial foi publicado naquele domingo.

Quando o ranhento Veadrado descobriu que a promessa não fora cumprida, pouco adiantou MELQUÍADES tentar escalar novamente à estátua pois seus asseclas truculentos, pegaram-no pelos pés no ato, destruíram sua banca de jornais e arrastaram-no por toda a descida do forte rumo ao beco "Pito Aceso", famoso local de desova que dá justamente nos fundos do "Passo da Picada", um perigoso local do arroio Vacacaí, onde lá, afofaram o pobre jornaleiro a pauladas e usando de um eufemismo: "sua cuíca soou em ré sustenido por horas"...

Lá abandonado, após tamanho envergonhamento, MELQUÍADES tomou a resolução de nunca mais jogar, tampouco de prometer e não cumprir... "Bem..." escreveu ele suspirando nas areias do arroio, "prometer e não cumprir até que pode um pouquinho..."

Este causo é uma obra de ficção e qualquer semelhança com nomes ou fatos terá sido mera coincidência^^

(Conto publicado em 18/07/2015)

Segue explicação sobre a origem deste causo:

quinta-feira, julho 9

5# www.curionautas.com.br - SSA - Causos do Rusmea - O Barqueiro, o Monstro do Lago Ness e o Agiota


Cupinchas!^^

Já que o moderador Shiro Suzuki está no bico do corvo com seu perfil bloqueado, isso pede um causo...

Há muitos e muitos anos, em uma aldeia distante chamada São Gabriel, lá nos pampas gaúchos, havia um "quera" de nome MATEUSÍMODO FREMEBUNDUS que tinha como profissão, barqueiro no arroio Vacacaí por onde transportava areia na sua velha canoa e em épocas de enchente, quando parte da ponte ficava interditada pelo enorme fluxo d'água, fazia as honras de balseiro transportando pessoas de um lado ao outro do rio.

Para uma localização geográfica mais acurada, o barqueiro levava pessoas de quase atrás da venda do Seu Nilson até as bandas da venda do Seu Gildo, perto do parque Assis Brasil (ambos famosos por sua rivalidade nos negócios, mas isso fica para um outro causo.) e vice-versa.

Ora, os negócios até que estavam indo bem no ramo de transportes, no entanto, seu vício desenfreado por bebida o levou quase à bancarrota fazendo com que se endividasse com empréstimos obtidos de um agiota local, o esmulambado Rusmalino Veadrado, célebre mal-feitor, trambiqueiro, fofoqueiro, vagabundo, baidégua, miseráve...

Pois para encurtar o causo...

Eis que em meio a uma acirrada perseguição aquática no Arroio Vacacaí, visando uma cobrança, Veadrado ia atrás com lancha a motor e à frente, MATEUSÍMODO de canoa e remo com olhos esbugalhados todo suado tentando escapar como podia dos impropérios e ameaças do agiota patife e sua corja de asseclas. E foi nesse momento derradeiro que nosso herói teve algo como uma epifania, se sentindo transportado para um lago nas distantes terras altas escocesas onde por um breve momento, vislumbrou a saída para a enrascada em que se metera.

MATEUSÍMODO FREMEBUNDUS deteve sua velha canoa e esperou a que se aproximasse o agiota fominha e este, ficou um tanto desconfiado com a súbita valentia do caloteiro.

Mas antes que Veadrado em toda a sua imundície pronunciasse sua já conhecida ladainha de palavrões, MATEUSÍMODO soltou o verbo a plenos pulmões:

"-Eu prometo que farei o vídeo especial sobre o Monstro do Lago Ness, até o domingo que vem!"

"-Lago Ness...Aquele riachuelo nos fundos da chácara da dona Obaldina, ali pertinho da subida do forno de cal no bairro bom fim? Perguntou Rusmalino Veadrado aos brados, "E ali tem monstro? Que eu saiba ali nem lambarí tem!¬¬"

"-Nãããããã Tchê!" Respondeu MATEUSÍMODO, "O Monstro do Lago Ness lá na escócia! Prometo fazer um especial bem longo do jeito que tu gosta! Só peço que me postergues a dívida só mais um teco!^^"

No que o agiota larápio e seus asseclas xexelentos, se mancomunaram um instante e após brevíssimo tumulto sobre a lancha, palmas, vivas e urras ressoaram sobre as águas do Vacacaí. Rebocaram cordialmente a canoa de FREMEBUNDUS e este todo contente, correu para o bar onde encontrou seu companheiro de cachaçadas, Roshio Tsuzuki e ambos caíram na farra para comemorar o engodo.

Sim, porque apesar da viagem astral e a visão do distante lago, MATEUSÍMODO prometeu aquilo apenas para se safar das garras dos asseclas de Veadrado.

No domingo, uma imensa turba de aldeões cantando e soltando fogos (A essa altura, Vedrado que também era um tremendo fofoqueiro, espalhou por toda a aldeia a incrível promessa) se dirigiu à canoa de MATEUSÍMODO para encontrá-lo dormindo abraçado a uma garrafa de cachaça vazia do alambique do seu Menezes...E vídeo? Nada!

Mas báh, que aquele monte de gente se enveredou pra cima do nosso herói e ali mesmo na prainha do Vacacaí, para o lado da venda do seu Gildo, extravasaram a fúria gabrielense, no qual, sua canoa ter sido furada, espatifada e violada, era o menor do seus problemas...

Após tamanha tunda de laço seguida de uma curra sem igual, MATEUSÍMODO FREMEBUNDUS foi jogado no redemoinho do 7, um perigoso trecho daquele arroio.

MATEUSÍMODO sobreviveu graças à garrafa que lhe serviu de bóia, mas deixou de ser barqueiro e se mudou para o norte, onde segundo rumores, se tornou pedreiro e teria se feito notório na sua nova profissão. Dizem também que nunca mais bebeu e tampouco voltou a prometer e não cumprir...

Muaaaaahahahahahahaha!^0^

Lembrando que isto é um causo e qualquer semelhança com fatos da vida real é apenas mera coincidência^0^

(Postagem publicada em 8 de julho de 2015)

Segue explicação sobre a origem deste causo:

4# Causos do Rusmea - O Moderador no bico do corvo - www.curionautas.com.br - SSA


Cupinchas!

Era uma vez...Um moderador chamado Roshio Tsuzuki que foi bloqueado pelo Facebook, por trabalhar demais...
Ao entupir a fan page com links, imagens, vídeos e poesias de boteco, o robozinho implacável da rede social não quis conversa e mandou nosso amigo cachaceiro para o limbo facebookiano...

Mas poderia ser pior:)

Ele poderia acabar debaixo da ponte de São Gabriel:)


Imagem meramente ilustrativa apenas para lembrar das grandes façanhas desse ébrio tribuno que tanto discursava para multidões embriagadas...R.I.P.

Perfil backup desse viciado em Saquê (Também está no bico do corvo): https://www.facebook.com/revoltagem

(Postagem publicada em 8 de julho de 2015)

Segue explicação sobre a origem deste causo: